Ministra lança programa de Bioeconomia nesta semana

Agronegócio

19 de maio de 2019 11:59

Fernando Rogala


Relacionadas

Programar safra traz maior custo-benefício

Estiagem pode comprometer a safra de inverno na região

Estiagem pode comprometer safra de inverno no Paraná

Ratinho Junior quer fortalecer cadeia do agronegócio no PR
IBGE: safra de grãos deve fechar 2020 com alta de 2,3%
Agricultura reforça importância do seguro rural para o produtor
Alerta Geada para a cafeicultura está em operação no Paraná
Sistema agroflorestal para produção orgânica de frutas Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Programa Bioeconomia Brasil – Sociobiodiversidade buscará promover a estruturação de sistemas produtivos baseados no uso sustentável de produtos da biodiversidade


A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) lançará nesta semana o programa Bioeconomia Brasil – Sociobiodiversidade. O objetivo do programa é promover a estruturação de sistemas produtivos baseados no uso sustentável de produtos da biodiversidade e do extrativismo.

O lançamento ocorrerá durante o primeiro dia de programação do Green Rio 2019, uma feira de negócios de empreendedores da área de produtos orgânicos e sustentáveis. A oitava edição do evento será realizada a partir de quinta-feira (23) até sábado (25) na Marina da Glória, Rio de Janeiro.

A partir da articulação do poder público com pequenos produtores, agricultores familiares, povos e comunidades tradicionais, o programa Bioeconomia visa ampliar a produção e o uso de energia a partir de fontes renováveis nos arranjos produtivos e econômicos que envolvem recursos naturais.

O programa será coordenado pela Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura e executado por meio de chamadas públicas com apoio técnico e financeiro de organismos internacionais, fundos e bancos de desenvolvimento, instituições de pesquisa, entidades da sociedade civil, outros ministérios, entes federativos e setor empresarial.

Prêmio SAT

Na ocasião, Tereza Cristina também participará do lançamento da 2ª Edição do Prêmio BNDES de Boas Práticas para Sistemas Agrícolas Tradicionais. A premiação visa reconhecer e divulgar as boas práticas de salvaguarda e conservação dinâmica de bens culturais imateriais associados à agro e sociobiodiversidade presentes nos sistemas agrícolas tradicionais (SAT) do Brasil.

As práticas contribuem para a sustentabilidade ambiental, social e econômica de agricultores familiares e de povos e comunidades tradicionais. As inscrições podem ser feitas de 10 de junho a 31 de outubro. Os três primeiros colocados receberão R$ 70 mil e, os demais sete colocados, R$ 50 mil. 

Parcerias

No evento, a ministra formalizará acordo de cooperação entre o Ministério da Agricultura e o Instituto Julius Kühn, reconhecido centro de pesquisa agropecuária da Alemanha. A parceria, que já foi iniciada no ano passado com a Secretaria de Agricultura Familiar, visa contemplar áreas de energia renovável, segurança alimentar e promoção da agricultura sustentável em pequenas propriedades.

O Ministério da Agricultura terá um estande próprio onde serão realizadas atividades, como palestras, rodas de conversa e reuniões técnicas sobre diferentes práticas agroecológicas, entre outros temas. O espaço também servirá como ponto de encontro de negociadores da agricultura familiar e empreendedores da iniciativa privada.


As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados