BRDE contribui para fortalecer pecuária do PR

Agronegócio

16 de setembro de 2019 20:56

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Produtores poderão refinanciar dívidas com juros de 8% ao ano

Governo do Paraná suspende vacinação contra febre a aftosa

Agrônomos contribuem para o desenvolvimento do país

Estimativas indicam safra recorde de grãos
MP do Agro melhora condições de operação do crédito rural
Feira Paraná terá Simpósio de aquacultura
Feira Paraná prevê público superior a 300 mil visitantes
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

O Estado liderou o ranking nacional em dois segmentos no segundo trimestre de 2019, com alta no abate de frango e na produção de leite

O Paraná teve participação fundamental para o bom desempenho da pecuária nacional no segundo trimestre de 2019, segundo dados consolidados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados na semana passada. O Estado liderou o ranking nacional em dois segmentos – houve a alta no abate de frango e na produção de leite.

Uma parte deste crescimento é resultado do apoio das instituições financeiras ao setor. O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) tem 60% de sua carteira vocacionada para agricultores e pecuaristas no Estado.

Nos últimos cinco anos foram assinados cerca de 850 contratos com pequenos produtores de aves. Somando a liberação de crédito destes contratos com o valor destinado às cooperativas que atendem as indústrias do segmento, o investimento do BRDE no Paraná foi de R$ 765 milhões apenas para este setor.

O otimismo das indústrias avícolas em ter confiança no aumento da exportação ajuda o cenário. Segundo o Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), aproximadamente 34% do total produzido no primeiro semestre de 2019 foi destinado ao mercado externo.

Na criação de bovinos para leite, o setor tem como desafio principal aumentar a produtividade e a renda dos produtores. Neste sentido, o BRDE facilita o acesso às políticas de crédito, como forma de estimular os investimentos e qualificar os processos de produção, de gestão e sucessão das unidades produtivas.

O BRDE autorizou crédito no montante de R$ 180 milhões para o setor lácteo paranaense. Desde 2015 o banco assinou em torno de 650 contratos com pequenos produtores de leite, além dos projetos aprovados para a indústria do setor através de parcerias com as cooperativas.

“O agronegócio no Paraná vem melhorando a cada dia e é importante fomentar o setor que é um dos mais importantes para a economia do Estado. O BRDE tem parcerias com cooperativas de crédito e de produção, que podem apoiar os produtores com recursos de longo prazo e com a agilidade que a dinâmica do segmento exige”, disse o diretor de Operações do BRDE, Wilson Bley Lipski.

Informações da Agência Estadual

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede