Show Rural Coopavel deverá movimentar R$ 2 bi

Agronegócio

12 de janeiro de 2020 18:56

Fernando Rogala


Relacionadas

Região irá colher 3,7 milhões de toneladas de grãos

Irineo da Costa Rodrigues irá presidir o Sindiavipar

Cooperativas do Paraná projetam faturar R$ 200 bi

VBP da região cresce 6,6% e atinge R$ 11,73 bi
UPL entra em operação e conclui seu primeiro ciclo
Paraná se destaca como líder no país nas exportações de mel
Paraná deverá gerar R$ 100 bi em riquezas no campo
Estandes já começaram a serem montados. Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Com 650 expositores, a perspectiva é de receber cerca de 250 mil visitantes em Cascavel

Os primeiros estandes do Show Rural Coopavel, de número 32, já começam a ganhar forma. Nessa edição, de 3 a 7 de fevereiro de 2020, serão 650 expositores. São aguardados 250 mil visitantes e 2 bilhões de reais em negócios.

O início da montagem dos estandes foi autorizado no dia 2 de janeiro e todos deverão estar prontos até o fim desse mês. Noventa montadoras e milhares de trabalhadores vão ser envolvidos nessa etapa de trabalhos. O evento é um dos maiores do mundo e atrai agricultores e técnicos do Brasil e exterior.

Quem visitar o Show Rural Coopavel de 3 a 7 de fevereiro poderá conhecer o que há de mais moderno no mundo em pecuária de leite. O salão tecnológico, um dos ambientes da área de pecuária, será totalmente ocupado por tecnologias e robôs desenvolvidos para realizar as mais diferentes tarefas.

“A era dos robôs invadiu os currais”, informa o coordenador da área Pecuária, o zootecnista Rozimbo Júnior Magro. O ambiente será todo ocupado pelo cross ventilation, uma técnica que reduz e mantém equilibrada a temperatura para os animais em confinamento, melhorando o conforto térmico e aumentando a produção. Empresas brasileiras e estrangeiras vão mostrar o que há de melhor para elevar produtividade e qualidade do leite, e consequentemente dos seus derivados.

A empresa sueca DeLaval vai implantar robôs que executam inúmeros ofícios no ambiente de confinamento. O primeiro será um alimentador automático para bezerras. Depois, será possível ver o robô-ordenhadeira em plena atividade e então acompanhar a performance de uma máquina que recolhe e refaz a mistura do trato no cocho dos animais. O ciclo mostrará ainda sessões com troncos de contenção que, combinados com o conhecimento de técnicos e de softwares específicos, informarão sobre a saúde dos cascos dos animais.

A visita pelo pavilhão tecnológico da pecuária levará uma balança de pesagem que, dotada de sensores, fará leituras sobre a saúde do animal. Esse trabalho vai ser apresentado pela Embrapa, a partir dos seus braços de Gados de Corte e Leite. Uma das novidades será a demonstração de uma cerca elétrica virtual, monitorada por GPS e desenvolvida pela Prodap, empresa de gestão pecuária e nutrição animal.

O setor pecuário contará com a participação de associações de criadores, como a ABCZ, que integra criadores de zebus. A entidade informará sobre genética e avanços possíveis por meio de processo de avaliação genômica do gado. A Piracanjuba, uma das maiores indústrias de lácteos do País, oferecerá degustação de diversos produtos aos visitantes.

Rozimbo informa que há novidades na área estrutural, como a cobertura dos vãos entre os pavilhões e a construção de um espaço para abrigar animais que serão colocados à venda. A Corteva, multinacional do agronegócio, apresentará em um contêiner informações sobre controle de ervas daninhas nas pastagens.

 

Jardins

Jardins com inúmeras variedades de flores já dão colorido especial à área que, de 3 a 7 de fevereiro, vai receber um dos maiores eventos do mundo em transmissão de novos conhecimentos para o campo. Os espaços destinados ao paisagismo fazem sucesso há anos no Show Rural Coopavel e para a essa edição 250 mil mudas foram cultivadas em vários pontos do parque.

O projeto de paisagismo e o acompanhamento de todas as etapas para a formação dos jardins é de responsabilidade da agrônoma Vânia Lima Baratto, do Instituto Emater. Há anos ela atua no evento e o que se vê nas edições mais recentes, com flores no auge de seu esplendor durante a semana do Show Rural, resulta de muito estudo, experiências e aprendizados. “Estamos felizes com o resultado”, diz a agrônoma.

As espécies predominantes no projeto que os visitantes verão no início de fevereiro são sunpatiens, tagetes, sálvias vermelhas e azuis, begônias, onze horas, zínias e petúnias. A novidade dessa edição, segundo Vania, são as petúnias perenes. Uma das preocupações no processo é com a harmonização do ambiente, que além de colorido e intenso precisa ser agradável. O sucesso é tão grande que o cenário recebe visitantes mesmo antes da abertura oficial do evento. São famílias, noivas e casais que buscam belos ambientes para fazer filmagens e registros fotográficos.

A produção das mudas é feita em uma estrutura própria que a Coopavel mantém no parque. Uma equipe trabalha o ano todo nas mais diversas fases de produção das mudas, e também no período preparatório ao Show Rural. O viveiro tem capacidade para a produção de mais de 300 mil mudas por ano. Além de deixar o evento mais bonito e alegre, o ajardinamento tem outra função: incentivar que o agricultor crie espaços igualmente belos e de convivência em sua propriedade, diz o coordenador-geral Rogério Rizzardi.


As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados