Show Rural Coopavel deverá movimentar R$ 2 bi

Agronegócio

12 de janeiro de 2020 18:56

Fernando Rogala


Relacionadas

Ranking do PIB do agronegócio tem 4 cidades da região

Produtor paranaense colhe soja sem uso de agrotóxico

Cafés do Brasil exportam 40,6 milhões de sacas de 60kg

Paraná reforça fiscalização na fronteira com Argentina
Chuva minimiza risco de perdas na soja nesta safra
Show Rural Coopavel deverá movimentar R$ 2 bi
Novo instituto fortalece sistema estadual de agricultura
Estandes já começaram a serem montados. Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Com 650 expositores, a perspectiva é de receber cerca de 250 mil visitantes em Cascavel

Os primeiros estandes do Show Rural Coopavel, de número 32, já começam a ganhar forma. Nessa edição, de 3 a 7 de fevereiro de 2020, serão 650 expositores. São aguardados 250 mil visitantes e 2 bilhões de reais em negócios.

O início da montagem dos estandes foi autorizado no dia 2 de janeiro e todos deverão estar prontos até o fim desse mês. Noventa montadoras e milhares de trabalhadores vão ser envolvidos nessa etapa de trabalhos. O evento é um dos maiores do mundo e atrai agricultores e técnicos do Brasil e exterior.

Quem visitar o Show Rural Coopavel de 3 a 7 de fevereiro poderá conhecer o que há de mais moderno no mundo em pecuária de leite. O salão tecnológico, um dos ambientes da área de pecuária, será totalmente ocupado por tecnologias e robôs desenvolvidos para realizar as mais diferentes tarefas.

“A era dos robôs invadiu os currais”, informa o coordenador da área Pecuária, o zootecnista Rozimbo Júnior Magro. O ambiente será todo ocupado pelo cross ventilation, uma técnica que reduz e mantém equilibrada a temperatura para os animais em confinamento, melhorando o conforto térmico e aumentando a produção. Empresas brasileiras e estrangeiras vão mostrar o que há de melhor para elevar produtividade e qualidade do leite, e consequentemente dos seus derivados.

A empresa sueca DeLaval vai implantar robôs que executam inúmeros ofícios no ambiente de confinamento. O primeiro será um alimentador automático para bezerras. Depois, será possível ver o robô-ordenhadeira em plena atividade e então acompanhar a performance de uma máquina que recolhe e refaz a mistura do trato no cocho dos animais. O ciclo mostrará ainda sessões com troncos de contenção que, combinados com o conhecimento de técnicos e de softwares específicos, informarão sobre a saúde dos cascos dos animais.

A visita pelo pavilhão tecnológico da pecuária levará uma balança de pesagem que, dotada de sensores, fará leituras sobre a saúde do animal. Esse trabalho vai ser apresentado pela Embrapa, a partir dos seus braços de Gados de Corte e Leite. Uma das novidades será a demonstração de uma cerca elétrica virtual, monitorada por GPS e desenvolvida pela Prodap, empresa de gestão pecuária e nutrição animal.

O setor pecuário contará com a participação de associações de criadores, como a ABCZ, que integra criadores de zebus. A entidade informará sobre genética e avanços possíveis por meio de processo de avaliação genômica do gado. A Piracanjuba, uma das maiores indústrias de lácteos do País, oferecerá degustação de diversos produtos aos visitantes.

Rozimbo informa que há novidades na área estrutural, como a cobertura dos vãos entre os pavilhões e a construção de um espaço para abrigar animais que serão colocados à venda. A Corteva, multinacional do agronegócio, apresentará em um contêiner informações sobre controle de ervas daninhas nas pastagens.

 

Jardins

Jardins com inúmeras variedades de flores já dão colorido especial à área que, de 3 a 7 de fevereiro, vai receber um dos maiores eventos do mundo em transmissão de novos conhecimentos para o campo. Os espaços destinados ao paisagismo fazem sucesso há anos no Show Rural Coopavel e para a essa edição 250 mil mudas foram cultivadas em vários pontos do parque.

O projeto de paisagismo e o acompanhamento de todas as etapas para a formação dos jardins é de responsabilidade da agrônoma Vânia Lima Baratto, do Instituto Emater. Há anos ela atua no evento e o que se vê nas edições mais recentes, com flores no auge de seu esplendor durante a semana do Show Rural, resulta de muito estudo, experiências e aprendizados. “Estamos felizes com o resultado”, diz a agrônoma.

As espécies predominantes no projeto que os visitantes verão no início de fevereiro são sunpatiens, tagetes, sálvias vermelhas e azuis, begônias, onze horas, zínias e petúnias. A novidade dessa edição, segundo Vania, são as petúnias perenes. Uma das preocupações no processo é com a harmonização do ambiente, que além de colorido e intenso precisa ser agradável. O sucesso é tão grande que o cenário recebe visitantes mesmo antes da abertura oficial do evento. São famílias, noivas e casais que buscam belos ambientes para fazer filmagens e registros fotográficos.

A produção das mudas é feita em uma estrutura própria que a Coopavel mantém no parque. Uma equipe trabalha o ano todo nas mais diversas fases de produção das mudas, e também no período preparatório ao Show Rural. O viveiro tem capacidade para a produção de mais de 300 mil mudas por ano. Além de deixar o evento mais bonito e alegre, o ajardinamento tem outra função: incentivar que o agricultor crie espaços igualmente belos e de convivência em sua propriedade, diz o coordenador-geral Rogério Rizzardi.


As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização