PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Cooperativas do agro do Paraná faturam R$ 100 bi

Agronegócio

26 de março de 2021 19:13

Da Redação


Relacionadas

Plano busca a promoção da agricultura de baixo carbono

Exportações do agro registram recorde

Estado projeta recorde na produtividade de trigo

Trans 'Fofão' doa R$ 20 mil e desiste de operação
Paraná deve gerar R$ 144 bilhões em riquezas no campo
IBGE prevê safra recorde de 264,9 mi de toneladas para 2021
Cooperativas da região movimentam R$ 10,2 bi em 2020
Cooperativas da região dos Campos Gerais, que ampliam a industrialização, tiveram alta nos seus faturamentos Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Faturamento teve crescimento de 36% na comparação com 2019. Número de cooperados atingiu a marca de 185.157


As 59 cooperativas agropecuárias paranaenses encerraram 2020 com crescimento de 36,7% no faturamento, cujo valor superou os R$ 100 bilhões, segundo levantamento feito pela área de monitoramento do Sistema Ocepar, com base nos dados consolidados do ano passado. Do total das receitas, 41% são provenientes da industrialização de produtos (53% de origem animal; 45% de origem vegetal e 2% de origem mineral), 35% obtidos com a venda de produtos in natura (92% de origem vegetal e 8% de origem animal), 20% com a venda de insumos, 2% com bens de fornecimento (lojas, supermercados, postos, entre outros) e 2% com serviços. Em cinco anos, o ramo apresenta variação acumulada no faturamento de 75,5%.

O número de cooperados chegou a 185.157 em 2020, quantidade 3,6% superior a de 2019, sendo que 97,8% são pessoas físicas. Já o quadro de funcionários cresceu 11,2% no ano passado, em relação ao exercício anterior, chegando a 95.696. “Mesmo num ano em que a economia foi impactada pela pandemia, o ramo agropecuário gerou 9.611 novas vagas de empregos diretos”, ressalta o coordenador de monitoramento, João Gogola Neto.

As cooperativas agropecuárias paranaenses também encerraram 2020 atingindo US$ 4,44 bilhões em exportações, valor 2,8% maior que o registrado em 2019. “O resultado do ramo agropecuário foi positivo, sendo 62,9% superior ao do ano anterior. O resultado gerado, ou seja, antes das destinações e ajustes, em 2020, foi de R$ 4.208.914.184. O total de ativos chegou a R$ 72.094.072.439, sendo 26% superior ao de 2019. Já a margem Ebitda, que indica em percentual o quanto o segmento está gerando de recursos em suas atividades operacionais, foi de 8,2%, variação de 18,8% em relação ao ano anterior. E o nível de capitalização do ramo no último ano foi de 18,2%”, explica Gogola. A riqueza adicional gerada pelo ramo e mensurada por meio da metodologia denominada DVA (Demonstração de Valor Adicionado), foi de R$ 11,3 bilhões em 2020, 37% superior a 2019


Região contribui para resultado

O estudo mostra ainda a divisão de cooperativas agropecuárias por região: Centro-Sul (17), Norte (5), Noroeste (16), Oeste (13) e Sudoeste (8). A região com maior representatividade no faturamento do ramo é a Oeste, com 39,75%, seguida da Noroeste, com 31,61%. Em relação ao porte, ao final de 2020 havia no Paraná 15 cooperativas agro de grande porte (entre elas, três dos Campos Gerais, na regional Centro-Sul: Castrolanda, Frísia e Capal); 16 de médio-grande; 8 médio e 20 pequeno.


Com informações da Ocepar

PUBLICIDADE

Recomendados