PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Paraná produz R$ 141,6 bi em riquezas no campo

Agronegócio

15 de outubro de 2021 19:03

Fernando Rogala


Relacionadas

Frans Borg é homenageado com o Troféu Ocepar

Castrolanda celebra nesta terça-feira 70 anos de fundação

Frísia é citada como exemplo na COP26 pela redução de CO2

Castrolanda atinge faturamento histórico de R$ 5 bi
Plantio da 1ª safra de milho está encerrada no Paraná
Conab projeta produção recorde na safra 2021/22
PG se prepara para receber a Feira Paraná em 2022
Produção de frango deverá render um VBP de R$ 34,5 bilhões em 2021, mais que o dobro de Santa Catarina (R$ 14 bilhões) Foto: Divulgação/AEN
PUBLICIDADE

Depois de superar São Paulo, estado se manteve na segunda colocação e ampliou a distância. Paraná possui o maior VBP da pecuária no país, líder isolado na produção de frangos


O Paraná não só deverá manter, mas ampliar sua diferença para o terceiro colocado como o segundo estado do Brasil que mais produz riquezas no campo em 2021. O levantamento do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2021, calculado com base nas informações de setembro, divulgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), apontam que o Paraná deverá fechar o ano com um total de R$ 141,62 bilhões produzidos no campo. Esse valor é R$ 19,1 bilhões superior ao registrado pelo Estado de São Paulo, que é o terceiro colocado no Brasil, mas que historicamente, ocupou a primeira ou a segunda colocação, sendo superado pela primeira vez pelo Paraná em 2020, por uma diferença de R$ 13,8 bilhões.

Na comparação com o ano passado, quando o Paraná gerou R$ 135,87 bilhões em riquezas no campo, o VBP do Estado cresceu 4,23%, ficando atrás apenas de Mato Grosso, que alcançou o valor de R$ 194,5 bilhões (que cresceu 13,6% em relação aos R$ 171,1 bilhões de 2020). O quarto maior VBP do Brasil também é do Sul, do Rio Grande do Sul, que deverá fechar 2021 com um total de R$ 121,1 bilhões em riquezas geradas.

Do total previsto para ser produzido no Paraná em 2021, R$ 84,5 bilhões são da agricultura e outros R$ 57,07 bilhões são provenientes da pecuária. No que se refere à agricultura, o Paraná é o terceiro maior produtor do Brasil, atrás apenas do Mato Grosso (R$ 160,1 bilhões) e do Rio Grande do Sul (R$ 86,77 bilhões). Porém, na pecuária, o Paraná é o maior produtor do Brasil, com um valor 36,97% superior ao segundo colocado, Minas Gerais (R$ 41,6 bilhões). Na comparação com 2020 (R$ 52,2 bilhões), a pecuária paranaense cresceu 9,1%.

Na produção de milho, o Paraná é o segundo maior, com R$ 12,4 bilhões colhidos, atrás de Mato Grosso, com R$ 38,8 bilhões. Já na soja, o Paraná perdeu o segundo posto para o Rio Grande do Sul, ficando com um VBP de R$ 53,2 bilhões, montante R$ 2 bilhões interior aos R$ 55,4 bi alcançados pelo estado mais ao Sul do país. O maior produtor de soja segue Mato Grosso, soberano, com R$ 96,3 bilhões. No trigo, o Paraná lidera, com R$ 5,6 bilhões. 

Quanto à pecuária, o Paraná é o segundo maior produtor de suínos, com R$ 6,3 bilhões de VBP, atrás apenas de Santa Catarina, com R$ 8,8 bilhões, assim como é 2º no leite, com R$ 7,8 bilhões, atrás dos R$ 14,6 bilhões previstos para Minas Gerais. Já quando o assunto é frango, o Paraná lidera com folga, com a previsão de um VBP de R$ 34,5 bilhões em 2021, valor que representa mais que o dobro de Santa Catarina, na segunda colocação (R$ 14 bilhões).


Brasil

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2021, estimado com base nas informações de setembro, atingiu R$ 1,103 trilhão. O número representa um crescimento de 10% em relação ao valor de 2020, que foi de R$ 1,0 trilhão.  O valor das lavouras cresceu 12%, e a pecuária, 6,1%. Decompondo-se o VBP, verifica-se que as lavouras respondem por 67,7%, e a pecuária por 32,3%. As maiores contribuições para obter esse resultado vieram de soja, milho, cana-de- açúcar, carne bovina e de frango.

PUBLICIDADE

Recomendados