PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Castrolanda atinge faturamento histórico de R$ 5 bi

Agronegócio

12 de novembro de 2021 18:25

Da Redação


Relacionadas

Região terá a maior produção de soja do Paraná nesta safra

Castrolanda atinge R$ 5,9 bilhões de faturamento anual

VBP da soja e do leite na região cresce 321%

Regiões de PG e Irati lideram na produção de feijão e fumo
Frísia inaugura loja agropecuária em Ponta Grossa
Produtores do PR recorrem ao Governo Federal por ajuda
Castrolanda assina pacto empresarial contra corrupção
Valor, 16% superior ao total de 2020, foi registrado no início de novembro Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Valor já supera em 16,2% o montante de R$ 4,3 bilhões registrados no acumulado do ano de 2020


A Cooperativa Castrolanda chegou, pela primeira vez na história, à marca de R$ 5 bilhões em faturamento. O valor foi alcançado no início de novembro, com pouco menos de 60 dias para o final de 2021. O recorde vem justamente no mês em que a cooperativa completará 70 anos de fundação. A duradoura parceria entre clientes, colaboradores, cooperados e comunidade tem gerado resultados expressivos, que colocam a Castrolanda entre as principais cooperativas do Brasil.  

Durante o ano de 2020 a Castrolanda acumulou um faturamento de R$ 4,3 bilhões – valor que figurava até então como o recorde histórico da companhia. O faturamento líquido acumulado até o início de novembro de 2021 já ultrapassa o total do ano passado em 16,2%.  

Este crescimento exponencial é reflexo de uma atuação fundamentada em valores, que permite que colaboradores, cooperados e todos os envolvidos na cadeia produtiva tenham suas demandas levadas à sério e tenham garantido o direito de pautar decisões coletivas. O resultado deste processo é o crescimento econômico da Castrolanda andando de mãos dadas com o desenvolvimento social, em uma relação em que todos ganham.  

Diretor Executivo da cooperativa, Seung Lee considera positivo os resultados parciais de 2021 e aponta a diversificação das atividades de trabalho como ação primordial para que o recorde fosse alcançado. “Tem momentos que uma determinada atividade não vai muito bem, mas que outras estão melhores e acabam compensando este desempenho. Quando você diversifica as atividades, acaba diluindo os riscos”, conta. 

O diretor acredita que, quanto maior é uma empresa, mais é possível diluir os riscos do processo. “O crescimento não é só uma questão de ganhar escala para ganhar competitividade, mas também garantir sustentabilidade por meio da diversificação e, consequentemente, redução de riscos”, avalia. 


Planejamento estratégico  

O valor de R$ 5 bilhões em faturamento ultrapassa a meta estabelecida pela diretoria da Castrolanda desde o final do ano passado, quando foram definidos os objetivos e as diretrizes para 2021. “A Castrolanda tem alicerces sólidos nos valores institucionais. Com objetivos bem definidos, aliado ao suporte de colaboradores e cooperados, seguimos dia após dia em um caminho de sustentabilidade e estabilidade dos negócios”, explica.  

Em 2019 o Horizonte – nome dado ao planejamento estratégico da cooperativa – preparou a companhia para se tornar ainda mais competitiva em sua área de atuação, apostando no redesenho de alguns processos que trouxeram mais agilidade a assertividade nas ações. 

Para o ano de 2022, a expectativa é seguir trabalhando questões de eficiência operacional, ganho de produtividade e, por consequência, ganho de escala. Adicionalmente, a Castrolanda também colocará mais foco em processos de relacionamento com o cooperado.  


As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados