PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

CT da UEPG incentiva esporte universitário do Paraná

Bola

21 de abril de 2021 13:54

Da Redação


Relacionadas

CT da UEPG incentiva esporte universitário do Paraná

Brasil vence Colômbia por 2 a 0 e pega Honduras na semifinal

O projeto tem como objetivo fomentar o acesso à prática esportiva de alto rendimento, com caráter de especialização e aperfeiçoamento. Foto: Agência Estadual de Notícias
PUBLICIDADE

Para fazer parte das equipes, é necessário ser acadêmico da UEPG e estar matriculado de forma regular

O Centro de Treinamento da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) iniciou as atividades de futsal em 2016. As equipes masculina e feminina receberam um reforço dentro de quadra em 2018: o Proesporte.


O Projeto Centro de Treinamento UEPG

Futsal tem como objetivo fomentar o acesso à prática esportiva de alto rendimento, com caráter de especialização e aperfeiçoamento, por meio de um programa de treinamento dirigido a estudantes da universidade paranaense. Com treinos regulares e participação em competições, o projeto busca melhorar o desempenho dos atletas e estimular a prática esportiva.

O futsal da UEPG é a estreia de uma série especial da Agência de Notícias, que a cada semana apresentará um projeto que contou com apoio do Programa Estadual de Fomento e Incentivo ao Esporte (Proesporte) do Governo do Estado, por meio da Superintendência do Esporte.

O coordenador do projeto, Leandro Martinez Vargas, explica que Ponta Grossa tem uma forte tradição na modalidade. A equipe masculina foi bicampeã dos Jogos Universitários do Paraná (2016 e 2017), e, por isso, conseguiu vaga para disputar o brasileiro em 2017 e 2018. “Vários atletas daqui já jogaram em equipes de grande porte do Brasil e também fora do País. Essa tradição esportiva é carregada por muitos acadêmicos que ingressam na UEPG e nos permitiu montar ótimas equipes nos últimos seis anos”, enfatiza Vargas.

Para fazer parte das equipes, é necessário ser acadêmico da UEPG e estar matriculado de forma regular. Entre janeiro de 2019 a maio de 2020, o projeto envolveu diretamente 68 acadêmicos de diversos cursos, com idade entre 18 a 30 anos. Destes atletas, 52 eram do sexo masculino e 16 do sexo feminino.


Treinamentos

Antes da paralisação dos treinos por causa da pandemia, eles eram realizados três vezes na semana, em horários diferentes para cada equipe. A comissão técnica era composta por um treinador e um preparador físico. Além dos Jogos Universitários do Paraná, as equipes de futsal da UEPG disputam os Jogos Estudantis da Primavera e torneios locais de Ponta Grossa.

A equipe masculina era liderada pelo servidor aposentando da UEPG Jefferson José da Silva, formado em Educação Física e ex-atleta da modalidade. Já a equipe feminina era comandada pela ex-aluna da graduação Aline Melnyk.

Sobre o projeto, a treinadora explica que o atleta universitário encontra dificuldade em continuar treinando e competindo em sua modalidade – às vezes por falta de tempo e até mesmo por falta de locais para esta prática. Esse fato reforça a necessidade de apoio e divulgação.

“Por causa das dificuldades, o acadêmico do ensino superior acaba deixando de praticar esportes, principalmente aqueles da escola. Além de oportunizar a prática esportiva, o programa proporciona todos os benefícios da atividade física como socialização, saúde e qualidade de vida”, enfatiza Aline.

Também é uma forma de contribuir para o fomento do esporte universitário em alto nível e, consequentemente, a participação efetiva em campeonatos oficiais do Estado, como os Jogos Universitários do Paraná.


Oportunidade

A aluna de Educação Física Indryd Ribeiro realizou um sonho antigo dentro do projeto. Desde os sete anos jogou futsal por diversão, mas nunca teve a oportunidade de competir. A jaguariaivense conta que teve uma experiência incrível no Centro de Treinamento da UEPG - Futsal.

“A Aline, técnica do time, pelo fato de ser ex-atleta e profissional de educação física, trazia uma visão e um trabalho incrível, então além de aprender como atleta, também aprendi muito como acadêmica”, afirma.

Para a treinadora e ex-atleta universitária da UEPG, a experiência foi gratificante e uma grande responsabilidade profissional. Aline revela que mesmo já tendo atuado como técnica da modalidade com outras equipes e faixas etárias, o projeto proporcionou uma maior visibilidade e crescimento profissional.


Aliado

Após concorrerem o edital de 2018, o projeto da UEPG foi contemplado no Proesporte. A Fundação de Apoio à Universidade Estadual de Ponta Grossa (FAUEPG) recebeu R$ 132.878,28 para investir no futsal universitário.

Segundo o coordenador do projeto, os recursos ajudaram a melhorar a qualidade dos materiais e equipamentos utilizados nos treinos. Também possibilitou a aquisição de uniformes de jogo, treino e passeio, criando uma identidade junto aos atletas e equipe. Outro ponto importante foi o apoio financeiro para contratação de treinadores. O investimento também aumentou a participação das equipes em competições.


Proesporte

O Programa Estadual de Fomento e Incentivo ao Esporte - Proesporte foi instituído pela Lei nº 17.742, de 30 de outubro de 2013. A regulamentação aconteceu em 20 de dezembro de 2017, pelo decreto nº 8.560. A Lei permite que o contribuinte do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) destine parte do valor do imposto a recolher para projetos esportivos credenciados pela Superintendência Geral do Esporte.

Os projetos são inscritos em conformidade com editais de chamamento e devem ter como objeto principal o esporte e a sua destinação pública, podendo ser submetidas por pessoa física ou jurídica estabelecida ou domiciliada no Estado do Paraná há no mínimo 2 (dois) anos.

Três editais já foram publicados: 2018, 2019 e 2020. O de 2018 teve valor de R$ 2 milhões e foi destinados exclusivamente a projetos de Excelência Esportiva - Alto Rendimento. Nos dois anos seguintes, a área de abrangência foi para projetos de Vivência Esportiva, Formação Esportiva, Excelência Esportiva (Fundamentação - Especialização - Alto Rendimento) e Esporte para toda vida. Em 2019 o total foi de R$ 8 milhões e em 2020 de R$ 9 milhões. 

O último edital teve 457 projetos esportivos inscritos de todo o Paraná, que seguem em concorrência por recursos nas mais diversas modalidades esportivas. Ele está em etapa de habilitação. A próxima será de avaliação de mérito.


Informações da Agência Estadual de Notícias



PUBLICIDADE

Recomendados