PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Recicla Tibagi comemora 5 anos e será reestruturado

Campos Gerais

28 de maio de 2014 16:49

Gabriel Sartini


Relacionadas

Piraí do Sul assegura R$ 8,5 mi para obras de pavimentação

Piraí do Sul tem R$ 8,5 mi para obras de pavimentação

CimSaúde garante a oferta de novas especialidades médicas

Tibagi distribui uniformes para mais de 2,2 mil estudantes
PR exalta R$ 19 bi em investimentos industriais na região
Prefeito Douglas reduz valor das próprias diárias em Ipiranga
Motorista morre após grave acidente em Piraí do Sul
PUBLICIDADE

Encontrar destinação correta para os resíduos sólidos produzidos no espaço urbano é um dos muitos desafios encontrados pela administração pública na atualidade. Os lixões a céu aberto, muito comum em todo país, são forma inadequada, ilegal e indesejável de dispor os resíduos gerados, pois além de causarem prejuízos à saúde pública e ao meio ambiente, ainda apresentam agravantes, como a presença constante de catadores de lixo e a inviabilidade de seu tratamento. Diante desta realidade, a Prefeitura de Tibagi saiu na frente e comemora nesta quinta-feira, 29 de maio, os primeiros cinco anos de atuação do programa Recicla Tibagi junto à comunidade.

A prefeita Angela Mercer de Mello enaltece o trabalho desenvolvido pelo programa, mas reconhece a necessidade de ampliação das ações para fortalecimento e eficácia junto à comunidade. “É inegável os ganhos que o município teve ao sair na frente de muitas cidades brasileiras. Porém, a secretaria de Meio Ambiente vem realizando uma série de estudos, ao longo dos últimos meses, para melhorar ainda mais o programa”, acredita. “A parceria com a Acamarti vem sendo cumprida em sua integralidade, e houve inclusive um acréscimo no valor repassado à entidade mensalmente, além do respeito às datas estipuladas no convênio, o que dá aos associados maior viabilidade em suas atividades”, reforça.

Dentre as ações imediatas, a prefeita anuncia o início de uma grande campanha de conscientização através de meios de comunicação, além de trabalho nas escolas e grupos específicos da cidade. “Esta reestruturação aliada à conscientização da comunidade é algo constante e através das secretarias de Educação, Assistência Social e Meio Ambiente vamos ampliar esse trabalho. A correta destinação dos resíduos deve fazer parte do dia-a-dia das famílias tibagianas. Por isso, queremos reforçar esta necessidade, fazendo com que o cidadão colabore consciente de seu papel em favor do meio ambiente, sabendo que estarão contribuindo com um mundo melhor para as futuras gerações”, acentua.

O secretário interino de Meio Ambiente, Murillo Mercer de Mello acredita que o sucesso do programa é devido à dedicação e empenho de todos os associados da Acamarti. “São esses profissionais que diariamente colocam a mão no lixo do povo tibagiano com toda a dignidade, tendo seu trabalho respeitado. Essa valorização deve ser transmitida a todos eles, pois tenho acompanhado em várias reuniões pela região e sempre Tibagi é dado como referência”, ressalta. “Enquanto muitos municípios se preocupam em dar fim a seus lixões, nós já estamos pensando na frente como é o caso do projeto de lei municipal sobre separação que visa à correta destinação de outros tipos de resíduos como entulhos de construção, galhos de podas de árvores, lixo eletrônico, entre outros”, pontua.

Exemplos disso são os mais de cinco mil pneus usados e acumulados durante anos no pátio da Prefeitura, oriundos de estabelecimentos comerciais e do próprio uso dos veículos oficiais, e que recentemente foram destinados a uma unidade certificada para recebimento do material, o que garante o correto descarte. Mesmo fim dado a equipamentos eletrônicos, com a correta destinação de mais de uma tonelada deste tipo de lixo. “Estes exemplos demonstram a preocupação que vai além dos resíduos destinados ao Recicla, e comprovam um olhar à questão de maneira integral. Além da comemoração do excelente trabalho do Recicla Tibagi realizado diariamente pelos associados da Acamarti, estamos buscando soluções para outros rejeitos acumulados durante anos nos pátios da prefeitura e no próprio aterro sanitário”, ressalta o secretário.

 

O programa

Além de dar destino correto para o lixo, o programa prevê ainda campanhas de conscientização da população e valorização do trabalho dos agentes ambientais (catadores de materiais recicláveis). O Centro de Triagem é composto por um aterro sanitário com trincheira impermeabilizada e sistema de recirculação de chorume, além de barracão para triagem do lixo, pátio de compostagem e centro administrativo com vestiários, almoxarifado e refeitório para os trabalhadores da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis.

Diariamente, Tibagi produz cerca de dez toneladas de lixo, dos quais grande parte são transformados em composto orgânico, além de destinação correta de materiais recicláveis e uma pequena parte constitui-se em rejeito e são destinados ao aterro.

Medidas como as adotadas pela Prefeitura de Tibagi contribuem para a preservação do meio ambiente e para a melhoria da qualidade de vida dos integrantes da Associação de Catadores do município. Atualmente, cerca de 90 associados trabalham para o desenvolvimento do programa.

PUBLICIDADE

Recomendados