PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Copel consolida investimento de R$ 63 mi na região

Campos Gerais

27 de julho de 2017 17:40

Fernando Rogala


Relacionadas

Carambeí amplia atendimento para deficientes visuais

Quatro homens são presos após operação em Arapoti

Imbaú avalia conquistas após participação na Expo Dubai

Gestão de Reserva busca apoio para revitalizar escolas
Associação doa novos insumos para a saúde de Telêmaco
Evento reúne empresas do setor turístico regional
Prefeitura de Castro entrega nova unidade de acolhimento
Foto:
PUBLICIDADE

A Copel colocou em operação uma nova linha de transmissão em 230 mil volts na região dos Campos Gerais. O circuito tem 42,5 quilômetros de extensão e conecta as subestações Klacel (Klabin Celulose) e Figueira. Esse investimento integra um aporte total realizado na região, que totalizou R$ 63,7 milhões aplicados, o que incluiu, também, a reconstrução de uma linha entre as subestações Ponta Grossa Norte e Klacel, com 96,9 quilômetros.

Somente no trecho concluído recentemente, entre as subestações Klacel e Figueira, foram aplicados R$ 19,4 milhões, etapa final deste trecho entre Figueira e Ponta Grossa. A linha antiga substituída operava há mais de 50 anos. “A Copel investe permanentemente para modernizar e tornar o sistema elétrico do Paraná cada vez mais robusto”, destacou o presidente da Copel, Antonio Guetter. “Desta forma, a Copel atende com qualidade e segurança à demanda crescente por energia”, acrescentou.

A linha recém-energizada vai favorecer uma das regiões com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado. O empreendimento passa por cinco cidades: Figueira, Ibaiti, Curiúva, Telêmaco Borba e Ventania. Esta nova linha é a terceira e última etapa da substituição da antiga linha. O primeiro passo, em 2015, foi conectar a subestação Klacel ao Sistema Interligado Nacional (SIN), dividindo a linha existente em duas.

A necessidade da reconstrução desta linha na região central do Paraná foi determinada por um trabalho conjunto entre profissionais da Copel que atuam com o planejamento energético, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

PUBLICIDADE

Recomendados