Arrecadação registra recorde e região lidera crescimento no PR

Campos Gerais

23 de maio de 2019 20:13

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Homem é preso com armas e mudas de maconha

Projeto Puma II recebe investimento de R$ 288 milhões

Revitalização do Alagados é estimada em R$ 30 milhões

‘Capora’ vive para frustrar atividades de caçadores
Castro abre inscrições para mais um curso de qualificação
Jaguariaíva doa 41 kg de alimentos para ação solidária
Jaguariaíva protocola pedidos de quase R$ 13 mi em recursos
Crescimento na atividade industrial impulsionou a arrecadação de tributos na região Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Somente em abril, R$ 504 milhões foram arrecadados em tributos federais junto aos 62 municípios da região


Ao registrar um recorde histórico em termos nominais ao superar meio milhão de tributos arrecadados em apenas um mês, a delegacia regional da Receita Federal do Brasil em Ponta Grossa liderou o crescimento da arrecadação entre as 10 delegacias que compõem a 9ª Região Fiscal, que engloba o Paraná e Santa Catarina. Somente no mês de abril, o valor obtido junto aos 62 municípios da região atingiu R$ 504 milhões, o que representou uma alta nominal de 18% na comparação com os R$ 427,9 milhões de abril/2018. Já descontada a inflação do período (IPCA), de 4,94%, verifica-se que houve aumento real de 12% nos valores arrecadados. Os números foram revelados nesta quinta-feira.

Na comparação com as outras delegacias regionais, Ponta Grossa teve um desempenho 5% superior aos 13% nominais acumulados pela delegacia de Cascavel, a segunda melhor colocada. Já a terceira melhor foi a delegacia de Joinville, a primeira de Santa Catarina, com o incremento nominal de 8,6%. A de Londrina foi a quarta e a de Curitiba teve uma redução, na casa dos 6%. Mesmo na comparação com os cenários estadual e nacional Ponta Grossa destacou-se, tendo em vista o crescimento nominal de 3,2% (o que representa uma queda real) na 9ª Região Fiscal e os 4,6% nominais no Brasil, o que representa uma redução real de 0,34%.

“De fato, é um desempenho extraordinário”, resume Demetrius de Moura Soares, delegado da Receita Federal do Brasil para Ponta Grossa e região. Ele atribui o desempenho a um aquecimento não apenas local, mas regional, no setor empresarial. “O desempenho da arrecadação da nossa região reflete o potencial econômico da nossa circunscrição, que abrange Campos Gerais e demais municípios”, completa.

Demetrius também observa que a produção industrial paranaense cresceu 2,4% em março, que reflete na arrecadação de abril, enquanto que a produção nacional teve um decréscimo de 6,1%. “Mas, certamente, se tivesse um índice local, o desempenho da região estaria bastante acima da estadual. Nossa atividade industrial está se desenvolvendo em ritmo acelerado, e é isso que reflete o desenvolvimento econômico”, completa o delegado, ressaltando também que esse aquecimento gera mais empregos, que contribui para elevar a arrecadação previdenciária.


Valor recolhido no quadrimestre soma R$ 1,6 bilhão 

No acumulado do ano, em apenas quatro meses, a arrecadação de tributos federais em Ponta Grossa e região atingiu a marca de R$ 1,63 bilhão. São R$ 200 milhões a mais que o montante de R$ 1,44 registrado entre janeiro e abril de 2018, o que representa um crescimento nominal de 13%. Em termos reais, essa alta é de aproximadamente 8%. “Na nona região fiscal esse aumento é de 2,2% e no Brasil é de 0,3%. Esse número vem a confirmar que estamos em um patamar superior”, completa Demetrius Soares. Em abril, um dos impostos que se destacou foi o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), que saltou de R$ 51,6 milhões em 2018 para R$ 84,6 milhões em 2019, mostrando uma alta de 63%. “Houve crescimento nos indicadores de faturamento e lucro das empresas, como PIS e Cofins”, indica. A CSLL também teve um salto, de 49,9%, ao passar de R$ 26,7 milhões para R$ 40,1 milhões.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede