Castro aprova criação do Conselho Municipal de Trânsito

Campos Gerais

24 de maio de 2019 11:46

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Bombeiros confirmam nome de duas das três vítimas na BR-277

Grave acidente mata três pessoas na BR-277

Tibagi está com as contas equilibradas e em dia

Trova Elegante é novidade na Feira Medieval
Polícia prende suspeito de causar incêndio em mata
Presos fogem de cadeia e mobilizam policiais na região
PRF recupera caminhão de fertilizantes roubado
Projeto foi aprovado em segunda discussão e segue para sanção do prefeito Moacyr Fadel Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Castro
PUBLICIDADE

Objetivo é instituir e regulamentar um órgão de controle social das políticas públicas de trânsito e transporte de Castro

A sessão da Câmara Municipal de Castro foi marcada pela aprovação do Projeto de Lei que prevê a criação do Conselho Municipal de Trânsito e Transportes do Município. A proposição, apresentada pelo Poder Executivo, foi aprovada por todos os vereadores, em segunda discussão, e agora segue para a análise do Prefeito.

Segundo o projeto de lei, o objetivo é criar um órgão de controle social da gestão das políticas de trânsito e transporte do Município. O conselho será composto por dez membros titulares e dez suplentes, sendo cinco membros representantes do poder público municipal e cinco membros de empresas prestadoras de serviços (transporte coletivo e transporte escolar) e de pessoas da sociedade civil e organizada.

O vereador Rafael Rabbers (DEM) ressaltou a importância da criação do conselho, da participação popular e da elaboração de estudos para melhorar o trânsito. “A nossa cidade está crescendo, então é importante realizar estudos para que possamos melhorar a mobilidade urbana. E quem melhor pode opinar sobre o assunto são os motoristas e usuários do transporte coletivo, por isso é importante a participação da sociedade civil”, diz.

A vereadora presidente Fátima Castro (MDB) também destacou a importância do conselho, principalmente devido a necessidade de revisão do Plano de Mobilidade do Município. “Precisamos realizar com urgência a revisão do nosso plano de mobilidade, mas para isso deverão ser realizadas audiências públicas junto da sociedade e essa é uma das funções do conselho”, explica.

Entre as obrigações e atribuições do conselho está o acompanhamento das políticas municipais de trânsito e transporte, auxiliar na elaboração do plano de mobilidade urbana e fiscalizar a sua execução, debater as políticas tarifárias do transporte coletivo, além de realizar estudos e elaborar sugestões de melhorias no trânsito.

Outros projetos

Também estava na pauta de votação três créditos adicionais. O primeiro de oitenta mil será utilizado na contrapartida do contrato de repasse de construção da Unidade de Atenção Especializada em Saúde. Já o segundo de duzentos mil é para compra de veículo e mobiliários para manutenção do Bolsa Família nos CRAS. Por fim, um de vinte mil para a aquisição de equipamentos para a Secretaria Municipal de Educação. Todos os créditos foram aprovados em votação única.

Informações Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede