Klabin e Telêmaco iniciam nova metodologia de coleta de lixo

Campos Gerais

24 de maio de 2019 15:58

Da Redação


Relacionadas

Acidente envolve condutores inabilitados e um embriagado

Adolescente de 15 anos morre em acidente na PR-340

Homem de 39 anos é morto a tiros em Arapoti

Quem promover aglomeração em Prude terá que pagar multa
Homem morre ao ser atropelado na BR 376 em Tibagi
Com avanço da Covid, Imbituva suspende serviços
Estudantes da rede municipal de Castro terão videoaulas
Ação que começa sábado (25), no bairro Jardim Bandeirantes, vai distribuir mais de 500 embalagens retornáveis para os moradores colaborarem com a coleta seletiva na cidade Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Campanha faz parte do Programa de Resíduos Sólidos da Klabin

No próximo sábado (25), a partir das 9h, os moradores do bairro Jardim Bandeirantes, de Telêmaco Borba, receberão em suas casas uma embalagem retornável para a separação e o descarte correto do lixo. A ação integra o Programa de Resíduos Sólidos da Klabin e também inclui educação ambiental para tirar dúvidas e explicar para cada morador como funcionará a nova forma de coleta desses materiais na cidade. Essa metodologia vai iniciar nesta região da cidade e será levada, aos poucos, para os demais bairros.

Equipes compostas por voluntários da Klabin, Prefeitura de Telêmaco Borba, Cooperativa Ambiental de Telêmaco Borba, Grupo de Escoteiros Monte Alegre, professores do Centro Municipal de Educação Infantil Cecília Meireles e alunos do quarto e quinto ano da Escola Municipal Doutor Euclides Marcolla visitarão as famílias, entregando um material informativo junto com a embalagem retornável.

A partir da próxima semana, os moradores do Jardim Bandeirantes deverão guardar os resíduos sólidos recicláveis na sacola fornecida pelo projeto e, na quinta-feira (30), a partir das 7h, o caminhão da coleta seletiva passará em todas as ruas. O material será despejado no caminhão e a embalagem devolvida ao morador. Toda semana, no mesmo dia, o resíduo reciclável será coletado.

“A sacola tem o objetivo de diferenciar o lixo seco que é reciclável, do lixo úmido ou rejeito. Essa metodologia é aplicada em muitas cidades do país e propicia uma coleta mais eficiente dos resíduos, trazendo benefícios ao meio ambiente e para as comunidades”, comentou Henrique Luvison Gomes da Silva, coordenador de Sustentabilidade Meio Ambiente da Klabin.

As embalagens retornáveis têm capacidade para 200 litros e também são sustentáveis: foram confeccionadas com lonas que seriam descartadas. Nela podem ser colocados materiais recicláveis, como garrafas plásticas, latas, jornais, folhas de papel entre outros.

Programa de Resíduos Sólidos da Klabin, desenvolvido em parceria com o Consórcio Caminhos do Tibagi, o programa auxilia na gestão dos resíduos sólidos de sete municípios: Imbaú, Ortigueira, Reserva, Tamarana, Tibagi, Ventania e Telêmaco Borba.  A Klabin atuou no diagnóstico de resíduos sólidos de cada município, forneceu estruturas ou equipamentos como barracões, caminhões de coleta seletiva e materiais para estruturar a reciclagem em cada local, além de atuar na capacitação dos catadores e formar associações ou cooperativas para organizar o trabalho.

O Programa ainda prevê o processo de licenciamento ambiental para viabilizar o Aterro Sanitário Consorciado, e educação ambiental nas escolas municipais, com foco na coleta seletiva e reciclagem.

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados