Klabin confirma 11 mil vagas de empregos na região

Campos Gerais

24 de maio de 2019 16:01

Da Redação


Relacionadas

PRF dá duro golpe ao tráfico de drogas nos Campos Gerais

Campos Gerais registra 8 novos casos de Covid neste domingo

Colisão entre carro e trem deixa dois mortos em Ipiranga

PRF apreende mais de R$ 200 mil sem origem em Tibagi
Motociclistas morrem ao colidir de frente na PR-090
Jaguariaíva reforça ações contra transmissão do coronavírus
Estrada que liga as cidades de Tigabi e Castro ganha reformas
Parte das vagas serão intermediadas pela Agência do Trabalhador estarão disponíveis para a população no segundo semestre de 2019 Foto:
PUBLICIDADE

Parte das vagas serão intermediadas pela Agência do Trabalhador estarão disponíveis para a população a partir no segundo semestre de 2019


O Departamento do Trabalho da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho será o responsável por intermediar parte das 11 mil vagas de empregos que serão movimentadas pela Klabin para a construção da unidade industrial no município de Ortigueira, na região dos Campos Gerais Paraná. As tratativas foram alinhadas na última quarta-feira (22), durante reunião na sede da empresa.

Os postos de trabalho serão abertos por meio do Projeto Puma II, que abrange a construção de duas máquinas de papel com produção de celulose integrada, num investimento de R$ 9,1 bilhões. De acordo com a Klabin, a maior parte dos equipamentos será instalada na primeira etapa do projeto. Com isso, aproximadamente dois terços dos recursos previstos para a implantação da nova planta ocorrerão entre 2019 e 2021.

A diretoria de Projetos da empresa explicou que a construção vai movimentar 11 mil postos de trabalho na região e a companhia estima iniciar as atividades da nova planta em 2021. Nem todas as vagas serão exatamente geradas, mas parte delas será aproveitada. Contudo, haverá a necessidade da contratação de mão de obra especializada. Não há exatamente, ainda, o número de vagas que serão intermediadas pela Agência. 

As vagas estarão disponíveis para a população no segundo semestre de 2019. Segundo o diretor do Departamento do Trabalho, Eder Colaço, “essas vagas serão disponibilizadas para as Agências do Trabalhador de todo os estado no intuito de aumentar e tornar mais efetiva a geração de emprego e renda no Paraná”.  

A ação do Departamento do Trabalho atende a determinação do secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, de um formato proativo de captação de vagas a serem intermediadas pelas Agências do Trabalhador de todo o Estado. Os técnicos do Departamento Estadual do Trabalho já realizaram, desde o início da gestão, reuniões com diversas empresas e em diversos municípios com o objetivo de aumentar a oferta de vagas de empregos conforme orientação do governador Carlos Massa Ratinho Júnior.   

“Isso se deve ao empenho e dedicação da equipe do Departamento Estadual do Trabalho, que neste início de gestão circulou o Estado todo atrás de novas parcerias e fazendo a capacitação dos agentes profissionais que atuam nas agências”, ressaltou o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost. 

 

PUBLICIDADE

Recomendados