Tibagi investirá R$1,5 mi em tecnologia e segurança

Campos Gerais

11 de julho de 2019 18:25

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Ultrapassagem proibida acaba em morte na BR-277

Operação conjunta detém dez suspeitos de roubos

Romeiro viaja 1600 km de mula para conhecer Santuário

Rapaz procura hospital após levar tiro no rosto
Batida entre caminhões interdita trânsito na BR-153
Aline Sleutjes conquista R$ 11 milhões para Castro
Festival Multicultural de Castro atrai 3 mil pessoas
Maior parte deste recurso será investido na segurança pública Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Recurso veio graças a um empréstimo com o Banco do Brasil, que teve seu contrato assinado nesta terça-feira (9), no Palácio do Diamante

Nesta terça-feira (9), o prefeito Rildo Leonardi e a vice-prefeita, Helynez Santos Ribas, receberam os vereadores e representantes do Banco do Brasil para a assinatura do contratode um custeio de R$ 1,5 milhão, que será utilizado para investimentos em tecnologia e segurança pública. Com o montante serão adquiridos veículos, softwares mais potentes câmeras de monitoramento para o município.

O prefeito explica que a maior parte deste recurso será investido na segurança pública. “Monitorando os prédios públicos, com toda certeza, nós estaremos ajudando a monitorar a cidade. Estamos trocando computadores que estão sucateados, trocando software, por um mais potente, para poder levar internet e aumentando as capacidades de redes”, fala Leonardi.

O executivo investiu,com recursos próprios, cerca de R$300 mil, para aquisição de câmeras de monitoramento que ficarão espalhadas pela sede e pelos distritos. 

Outra novidade adquirida com este montante são os chips que serão instalados nos tanques de combustíveis para monitorar o consumo dos veículos, que também receberão rastreador.

Para a segurança, a Prefeitura ainda estuda junto com o Ministério Público e Câmara Municipal uma reforma administrativa e a criação do cargo de diretor de segurança, uma pessoa com experiência em segurança pública que ficará responsável pelo monitoramento dos equipamentos.

Alguns itens já foram licitados e os próximos irão para licitação nos próximos dias. A expectativa é que dentro de sessenta dias todos os equipamentos sejam licitados e instalados.

O valor tem seis meses de carência e será pago em seis anos.


Transferência

A Câmara Municipal já aprovou a transferência de cerca de R$200 mil deste valor para a contratação do serviço de instalação dos equipamentos na sede e nos distritos


Com informações da Assessoria

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede