Carambeí cadastra 20 projetos no Programa Agrinho 2019

Campos Gerais

13 de agosto de 2019 16:34

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

AMCG busca ampliar ações de segurança na região

Homem é preso com armas e mudas de maconha

Projeto Puma II recebe investimento de R$ 288 milhões

Revitalização do Alagados é estimada em R$ 30 milhões
‘Capora’ vive para frustrar atividades de caçadores
Castro abre inscrições para mais um curso de qualificação
Jaguariaíva doa 41 kg de alimentos para ação solidária
Atividades envolveram 702 alunos de 4 a 10 anos Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Atividades envolveram 702 alunos de 4 a 10 anos

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura cadastrou 20 projetos do Programa Agrinho 2019 na categoria Experiência Pedagógica. Durante o primeiro semestre foram envolvidos todas as sete Escolas Municipais e os quatros Centro Municipais de Educação Infantil em atividades com o foco no tema central do Programa Agrinho 'As coisas que ligam o campo e a cidade e o nosso papel para melhorar o mundo'. No total 21 educadoras realizaram diversificadas atividades sob diferentes projetos que envolveram 702 alunos de 4 a 10 anos.

De acordo com a professora e coordenadora de Projetos Educacionais da secretaria Municipal de Educação e Cultura, Andrea Podolan, todos os 20 projetos cadastrados concorrem nas categorias de Experiência Pedagógica, Escola Agrinho, Município Agrinho, Desenho (1º ano) e Redações (2º ao 5º ano). "Os projetos realizados pelos professores foram maravilhosos, eles transformam vidas pois fazem com que os alunos construam seus conhecimentos por meio da pesquisa que envolvem também as famílias e comunidade", elogia a coordenadora.

Para a titular da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Ana Wieslava, o desenvolvimento dos projetos e todas as dinâmicas que os cercam envolvem os alunos em um verdadeiro processo de aprendizagem onde são estimulados a criatividade, senso critico, trabalho em equipe, solidariedade, entre outros. "São nesses projetos onde as professoras trabalham diversificados temas que os alunos, muitas vezes, se reconhecerem como protagonistas de suas próprias histórias", ressalta a secretária.

Ela destaca que o empenho das professoras e das equipes técnicas na elaboração e execução dos projetos são a maior demonstração de dedicação aos  alunos. "Atualmente vivemos numa sociedade onde todos estão presos as mídias sociais, a uma tela de celular, e as crianças estão crescendo nesse meio onde brincadeiras como correr, pular corda, amarelinha, ouvir histórias da família, estão no passado. Percebemos que  as professoras, através dos projetos, estão  resgatando essas brincadeiras,  apresentando as nossas crianças outros cenários para que eles possam ter um desenvolvimento físico e intelectual com mais qualidade. Nossas professoras estão de parabéns e tem todas as condições de conquistarem as premiações que o Programa Agrinho oferece", finaliza Ana Wieslava.

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede