Telêmaco Borba promove caminhada de alerta ao suicídio

Campos Gerais

10 de setembro de 2019 18:40

Da Redação


Relacionadas

Aliel destina equipamentos e recursos para Rebouças

Profissionais da Saúde de Teixeira Soares são infectadas

Hospital de Irati pede orações por técnico de enfermagem

Imbituva registra duas mortes por covid-19 em um dia
Diretora do Procon estará na oitava Aula Show nesta quarta
Tibagi investe R$ 270 mil em extensão de rede elétrica
Asilo e APAE de Imbituva recebem recursos indicados por Aliel
PUBLICIDADE

Segundo dados da OMS, o suicídio é o único dado de morte que não obteve redução, nos últimos 50 anos

A caminhada de mobilização em prol da prevenção ao suicídio, promovida pelo Centro de Atenção Psicossocial de Telêmaco Borba (CAPS), reuniu aproximadamente 120 pessoas nesta terça-feira (10).

A caminhada faz parte da campanha 'Setembro Amarelo' que vai desenvolver, durante todo o mês, diversas atividades de alerta e prevenção contra o suicídio.

Com faixas, cartazes, bandeiras, apitos e balões os participantes saíram do CAPS e percorreram a Avenida Paraná, Chanceler Horácio Laffer retornando para o CAPS e encerrando com os participantes soltado os balões.

A terapeuta ocupacional e coordenadora do CAPS, Cristina Antunes de Almeida, frisou a importância do alerta. “A caminhada teve a intenção de chamar a atenção da população para o problema”, destacou.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o suicídio é a única causa de mortalidade que não teve redução no número de casos nos últimos 50 anos. Porém, mesmo que o assunto ainda seja tabu, a divulgação de informações sobre o tema é uma das principais formas de combater o problema.

A campanha Setembro Amarelo, criada em 2014 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), tem o intuito de conscientizar sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo de alertar toda a população sobre o assunto.

Os dados são alarmantes. Segundo o CVV, 32 brasileiros se suicidam por dia no país, taxa superior às mortes causadas por câncer e Aids.

De acordo com a OMS, nove em cada dez casos poderiam ser prevenidos. E, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 e 29 anos de idade, com mais de 800 mil casos por ano em todo o mundo.


Participantes

Participaram da caminhada o secretário municipal de Saúde Ede Pukanski, servidores da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), pacientes do CAPS, alunos do Colégio Wolf Klabin do curso de enfermagem e comunidade.  

 

Contatos telefônicos para ajuda

Centro de Atenção Psicossocial – 3904-1486/3904-1824

Unidades Básicas de Saúde – Buscar a UBS mais próxima no seu bairro

Unidade de Pronto Atendimento (UPA) - 192

Centro de Valorização da Vida (CVV) – 188


Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados