Sicredi Campos Gerais atinge R$ 2,3 bi em ativos

Campos Gerais

13 de fevereiro de 2020 22:30

João Guilherme Castro


Relacionadas

Polícia homenageia PM morto em Telêmaco Borba

Enquete popular escolhe artistas da XII Expo Palmeira

Autoridades identificam PM morto por bandidos em TB

Carteira de Trabalho passa a ser digital em Castro
Parque tem programação especial no feriado de Carnaval
Policial morre após tiroteio com ladrões de banco na região
Incêndio atinge casa e corpo é achado carbonizado em Irati
sede da Sicredi Campos Gerais fica em Ponta Grossa, no bairro Nova Rússia Foto: Arquivo aRede
PUBLICIDADE

Cooperativa abrange municípios da região no Paraná e em São Paulo

A Cooperativa Sicredi Campos Gerais, com sede em Ponta Grossa e atuação em 30 cidades da região e no estado de São Paulo, registrou aumento nos Recursos Administrados em 2019 com valor de R$ 2,14 bilhões. O número representa alta de 19% comparado com 2018 quando a cooperativa bateu pouco mais de R$ 1,9 bilhão.

O aumento expressivo nos recursos mostram um crescimento três vezes maior em quatro anos. Saiu de R$ 701 milhões para os R$ 2 bilhões no ano passado. Os ativos totais passaram de R$ 1,9 para R$ 2,3 bilhões. Para o diretor executivo da cooperativa Sicredi Campos Gerais, Márcio Zwierewicz, o crescimento está diretamente influenciado pela credibilidade que a cooperativa possui ao longo dos anos. “Primamos pelo atendimento personalizado. Quando o cliente compara com outro banco, nós temos esse diferencial que muitos valorizam. A credibilidade que o Sicredi tem por ser centenário e por ser forte na região influenciaram. Embora a economia não crescesse o Sicredi tenha crescido tomando espaço dos concorrentes”, destaca.

Com um aumento expressivo, a cooperativa dispõe de R$ 13,4 milhões que serão distribuídos entre todos os associados da região. Aproximadamente metade deste valor já foi rateado no mês de novembro de 2019 e o restante será decidido em assembleias. “Agora, nas assembleias o Conselho Administrativo está levando a proposta de ratear o restante com base no uso de produtos e serviços utilizados durante o ano”, aponta Zwierewicz. A proposta do Conselho é de que a divisão seja conforme o uso dos serviços pelo associado, ou seja, quanto mais se utilizou, maior participação nos lucros terá. “É um diferencial das cooperativas de crédito. Cada correntista torna-se associado, sendo pessoa física ou jurídica, independente da profissão ou renda. Ele tem acesso a todos os produtos bancários e ainda no fim do ano participa dos resultados”, complementa o diretor executivo.

A cooperativa Sicredi Campos Gerais reúne cerca de 71 mil associados em toda a região e até o mês de março passará por todas as 30 cidades com sede para realizar a assembleia do Conselho Administrativo. A cooperativa já está em atividade no país há 117 anos e possui sede em 22 estados e no Distrito Federal.


Aumento no ‘crédito geral’ superou os 53%

A Cooperativa Sicredi Campos Gerais teve uma alta de 53%, comparado a 2018, na condição do Crédito Geral, atingido R$855,8 milhões - o valor é destinado a pessoas físicas e/ou jurídicas. Já no Crédito Rural, que é destinado a produtores agropecuários por exemplo, chegou aos 8%. O valor foi diretamente influenciado pela condição de que a taxa de juros ficou acima da taxa de juros Selic, ou seja, o produtor não precisou, em 2019, solicitar o financiamento à cooperativa Sicredi pois conseguiu o pagamento com recursos próprios. 

-->
PUBLICIDADE

Recomendados