Prudentópolis isola 90 pessoas após balada da Covid

Campos Gerais

18 de maio de 2020 15:30

Da Redação


Relacionadas

Castro inicia restauração de ruas na área central da cidade

Decreto de Ratinho não contempla os Campos Gerais

Região tem saldo positivo na geração de emprego no ano

Jaguariaíva é um dos destaques do Ensino Fundamental no PR
Vento forte derruba nove postes de energia em Castro
Toque de recolher: jovens correm ao ver fiscalização
Operação da Polícia Civil busca autores de homicídios
Foto:
PUBLICIDADE

As pessoas, segundo a Prefeitura, foram orientadas a permanecerem em isolamento por 14 dias. Elas são monitoradas por equipes do setor de saúde

A Prefeitura de Prudentópolis comunicou nesta segunda-feira (18) que 94 estão em isolamento domiciliar. Elas teriam participado de uma festa com mais de 100 pessoas, que foi relatada pela jovem Pamela Belin Mello, que afirmou estar com a Covid-19.

As pessoas, segundo a Prefeitura, foram orientadas a permanecerem em isolamento por 14 dias. Elas são monitoradas por equipes do setor de saúde.

A jovem que relatou sobre a festa, foi encaminhada para a realização de teste rápido para Sarscov-2, o qual testou negativo. “O teste quando negativo não descarta a possibilidade de infecção, assim há a necessidade dos contatos permanecerem em isolamento domiciliar”, explica a nota do secretário municipal de Saúde, Marcelo Hohl Muzurechen.

O primeiro exame que Pamela fez foi em laboratório particular. Segundo a Prefeitura de Prudentópolis, ela será submetida a mais um teste nesta segunda-feira.

NOTA OFICIAL DE ESCLARECIMENTO COVID-19 

Considerando a repercussão ocasionada por uma manifestação nas redes sociais, oriunda de uma cidadã que esteve em Prudentópolis nos últimos dias, e afirma ter sido positivada no exame de detecção do novo coronavírus; o Município de Prudentópolis por meio da Secretaria de Saúde vem a público esclarecer a situação.

Primeiramente, o exame apresentado não foi realizado em laboratório oficial e não é automaticamente aceito como prova da detecção do novo coronavírus dentro do protocolo estabelecido pela Secretaria de Estado da Saúde. Sendo que para confirmação inequívoca da detecção do vírus está sendo providenciado novo exame de contraprova.

Até que se tenha a notícia oficial do resultado de um novo exame, todas as pessoas que tiveram contato com o possível caso suspeito estão sendo monitoradas e notificadas para quarentena obrigatória em isolamento domiciliar por 14 dias nos termos dos artigos 2º e 3º da Lei Federal nº 13.979/2020. Tendo sido testados o maior número de pessoas possível, dentro do círculo mais próximo da suposta infectada.

Quanto à noticiada festa particular realizada e objeto de abordagem em meios de comunicação, os participantes e integrantes da lista de convidados estão sendo identificados, monitorados e notificados para quarentena obrigatória em isolamento domiciliar por 14 dias nos termos dos artigos 2º e 3º da Lei Federal nº 13.979/2020.

A festa foi de iniciativa particular em propriedade privada e sem qualquer espécie de autorização do poder público, sob expressa responsabilidade de quem organizou, ficando à margem da fiscalização do Município por não se tratar de estabelecimento comercial regularmente licenciado.

Todas as pessoas que tiveram alguma espécie de contato com os envolvidos ou participantes somente devem manter contato com a Secretaria de Saúde caso manifestem sintomas. Aquelas pessoas que manifestarem sintomas devem entrar em contato imediatamente com a Secretaria de Saúde por meio do telefone (42) 3446-1757 ou mensagem de texto via whats’app no número (42) 99104-8161.

Os exames de testagem serão aplicados dentro do protocolo estabelecido pela Secretaria de Estado da Saúde aos sintomáticos. Orienta-se que a realização de exames em rede particular somente ocorra em caso de manifestação de sintomas, ou após um prazo mínimo de 8 dias em relação ao possível contato, pois o exame realizado em momento inoportuno pode ocasionar uma resposta de falso negativo e proporcionar uma falsa sensação de segurança o que pode provocar um impacto na quantidade de infecções.

O suposto caso de COVID-19 manifestado, por não ter sido testado dentro da estrutura oficial, e ter sido realizado em laboratório particular em outro município, não integrará as estatísticas oficiais do Estado e não constará do boletim oficial até que ocorra uma eventual confirmação ou descarte por meio de exame oficial, nos termos do protocolo estabelecido para a situação.


Com informações do site Portal Clique

PUBLICIDADE

Recomendados