Hospital de Telêmaco começa a atender em junho

Campos Gerais

26 de maio de 2020 17:21

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Castro inicia restauração de ruas na área central da cidade

Decreto de Ratinho não contempla os Campos Gerais

Região tem saldo positivo na geração de emprego no ano

Jaguariaíva é um dos destaques do Ensino Fundamental no PR
Vento forte derruba nove postes de energia em Castro
Toque de recolher: jovens correm ao ver fiscalização
Operação da Polícia Civil busca autores de homicídios
Unidade ainda não recebeu nenhum paciente Foto: Gilson Abreu/AEN
PUBLICIDADE

Instituição foi vistoriada pelo secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, e passa a oferecer nos próximos dias 10 leitos de UTI e 40 leitos de enfermaria

A necessidade de mais leitos para atender pacientes da Covid-19 fez com que muitos estados e o governo federal atuassem com estruturas temporárias, como Rio de Janeiro, São Paulo entre outros. No Paraná a estratégia de enfrentamento foi diferente, o governador Carlos Massa Ratinho Júnior acelerou obras de três hospitais que estavam previstas para o segundo semestre. Uma delas é do Hospital Regional de Telêmaco Borba, região dos Campos Gerais, cuja previsão de abertura para atendimento é já na próxima semana.

A edificação foi inaugurada por diversas vezes desde 2010, mas ainda não  recebeu nenhum paciente. "Estamos aqui, nesta unidade hospitalar que é nova mas precisava de reparos e manutenção. Com essa parceria entre o governo do Estado e a Klabin, pudemos avançar, acelerar e em pouco mais de um mês teremos leitos em UTI e enfermaria voltados para os pacientes Covid-19 de toda a região de Telêmaco Borba", disse o secretário Beto Preto.

A aceleração no cronograma de obras de adequação desta unidade hospitalar está alinhada ao Plano de Contingência do Paraná para o enfrentamento da Covid-19. O documento determina as responsabilidades da Sesa e das Secretarias Municipais de Saúde do Estado no que tange o atendimento da emergência em decorrência da doença. O governo do Estado já investiu cerca de R$ 30 milhões.

A Klabin investiu aproximadamente R$ 1,5 milhão em equipamentos, adequação e manutenção de estruturas de segurança e obras civis. Entre os itens que foram colocados em ordem pela companhia, estão: caldeira, instalações elétricas, hidráulicas e de gases, compra e instalação de aparelhos de ar condicionado, adequação das iluminações internas e externa do hospital, entre outros.

O diretor da Klabin, Arthur Canhisares afirmou que a indústria tem uma política de integração com a comunidade. “A Klabin entende que este suporte para o sistema de saúde da região é fundamental no enfrentamento da COVID-19. Essa doação segue a nossa Política de Sustentabilidade e materializa nossa atuação como empresa cidadã”, declarou.

O hospital passa a oferecer nos próximos dias 10 leitos de UTI e 40 leitos de enfermaria, prontos para atender a população de sete municípios: Telêmaco Borba, Curiúva, Imbaú, Ortigueira, Reserva, Tibagi e Ventania.

O secretário destacou a parceria entre os agentes públicos e privados para a reorganização do Hospital. "Uma parceria como esta precisa ser celebrada, ganha o governo, ganha a empresa, mas principalmente, ganha a população que terá leitos próximos de casa, caso seja necessário."

Nos próximos dias a instituição que será responsável pela gestão da unidade hospitalar receberá pacientes da região por meio do Complexo Regulador do Estado, através do Sistema CARE.

Unidade renovada

O Prefeito de Telêmaco Borba, Márcio Matos destacou a importância da unidade hospitalar. "São mais de dez anos de espera. Estamos muito satisfeitos porque a cidade conta somente com hospitais particulares e há uma quantidade bastante grande de pacientes que se deslocam diariamente para receber atendimento em diversas regiões do Estado."

Novas estruturas

Além de Telêmaco Borba, Ivaiporã e Guarapuava também terão reforço na quantidade de leitos.

Presenças

Estiveram presentes: o diretor-presidente da Esporte Paraná, Hélio Wirbiski , diretor-presidente da Funeas, Marcello Augusto Machado; diretor-geral da Paraná Edificações, Lucas Grubba Pigatto; diretor de Gestão em Saúde, Vinícius Filipak.

Informações da assessoria de imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados