Castro registra queda na arrecadação e repasses

Campos Gerais

26 de maio de 2020 21:00

Da Redação


Relacionadas

Procon de Castro prioriza atendimento remoto

Carambeí conclui reformas em quadras esportivas

Carambeí registra terceiro óbito pela Covid-19

Palmeira registra oito novos casos de coronavírus
Polícia Civil de Teixeira Soares prendeu condenado foragido
Rua do Mate valoriza cultura e a produção de São Mateus do Sul
Viatura do IML sofre acidente na BR-376 em Imbaú
Município terá que aplicar medidas de contingenciamento do orçamento, na busca de manter o equilíbrio econômico Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Município terá que aplicar medidas de contingenciamento do orçamento, na busca de manter o equilíbrio econômico

A Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de Castro, realizou na última segunda-feira (25), na Câmara Municipal, Audiência Pública de prestação de contas referente ao primeiro quadrimestre de 2020 que compreende os meses de janeiro a abril.

O secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, Emerson Fadel Gobbo, explica que houve queda na receita corrente no último quadrimestre. As receitas previstas para este período eram de R$ 83.119.390,00 e as realizadas foram R$ 73.407.656,08, uma queda de R$ 9.711.734,00, o que significa redução de 11,68% do valor previsto.

As projeções mostram queda na arrecadação também para os próximos períodos. Até o dia 25, a queda foi de 38,28% em relação a maio do ano passado. “Diante do quadro que se apresenta, serão necessárias medidas de contingenciamento do orçamento, na busca da manutenção do equilíbrio econômico e financeiro, para não se colocar em risco os pagamentos da folha e dos fornecedores”, disse Gobbo.

O prefeito Moacyr Fadel Junior ressalta que a pandemia do coronavírus foi um dos fatores que reduziu a arrecadação e os repasses para os municípios. “Com o isolamento social, as pessoas ficaram em casa e isso refletiu no consumo em geral. Muitas pessoas perderam sua renda e apertaram o cinto”, comenta Moacyr.

Números

O relatório também apresenta que a receita corrente prevista para 2020 é de pouco mais de R$ 249 milhões. Já as receitas realizadas no primeiro quadrimestre totalizaram R$ 73.407.656,08. Deste valor 19,09% foram investidos em educação. Na saúde foram investidos 38,34%. Os gastos de despesas com pessoal nos últimos 12 meses, atingiram 50,19%.

PUBLICIDADE

Recomendados