Tibagi distribui kits de alimento para alunos da rede municipal

Campos Gerais

02 de julho de 2020 21:30

Da Redação


Relacionadas

Polícia Civil captura homem acusado de homicídio

Queda de vazão de rio deve afetar abastecimento em Reserva

Homem é condenado após tentativa de feminicídio em Piraí do Sul

Acadêmico lança projeto com candidatos a prefeito de Piraí do Sul
Acordo entre Sanepar e Frísia auxilia mananciais na região
Em reunião com Aliel, Rildo e Sinval confirmam parceria
Sebrae e Sindicato fecham parceria para qualificação
Entrega está sendo realizada nas escolas e CMEI's, que prepararam cronograma para evitar aglomerações Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Entrega está sendo realizada nas escolas e CMEI's, que prepararam cronograma para evitar aglomerações

A Prefeitura de Tibagi, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec), iniciou na última semana a segunda etapa da entrega de kits de alimentos para a rede municipal. Desta vez, frutas e verduras produzidos pela agricultura familiar do município para a merenda escolar, estão sendo entregues para alunos das escolas municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). A medida é uma forma de atender aos alunos da rede municipal durante a pandemia da COVID-19.

Mil kits de frutas e verduras já foram enviados para as Escolas Municipais Professor Aroldo, Ida Viana, Telêmaco Borba e para os cinco CMEIs (São José , Dona Inêz, Dona Mathilde, Madriha Augusta e Aquarela), o que representam cerca de 3 mil quilos. As escolas São Bento e David Federmann serão atendidas na próxima entrega da agricultura familiar.

No final de maio, a Semec já realizou a a distribuição de cerca de 1400 combos, com alimentos diversificados, como arroz, feijão e acúcar, como parte da primeira fase do projeto. Como foram feitos de acordo com o estoque já existente, os conjuntos de alimentos não foram padronizados.

Nesta segunda fase, como da outra vez, cada escola montou um cronograma e está entrando em contato com os pais para marcar o horário para retirada dos produtos, evitando aglomerações. É obrigatório o uso de máscaras e não é permitido levar crianças para fazer a retirada.

A secretária da pasta, Ana Elis Gomes, ressalta que as porções entregues são as mesmas que seriam consumidas, individualmente, pelo aluno, na merenda escolar, durante o período da pandemia. “Estamos fazendo isso para aproveitar produtos que já foram adquiridos e também para evitar o desperdício de produtores da agicultura familiar, que tinham a venda desses itens como certa para a merenda escolar. Não temos recursos para distribuir cestas básicas. Os kits são uma forma de contribuir para o bem estar da criança durante este período”, disse.

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados