Arrecadação federal na região tem queda de 11%

Campos Gerais

23 de julho de 2020 19:46

Fernando Rogala


Relacionadas

Operação policial em Arapoti termina com oito presos

Ratinho entrega residencial em Jaguariaíva

Polícia Ambiental aplica R$ 346,5 mil em multas nos Campos Gerais

Ratinho e Sloboda entregam casas em Jaguariaíva
Em Carambeí, grupo de ciclistas detém dois assaltantes
Polícia Civil inicia mega operação em Arapoti
Pandemia derruba faturamento de 67% das empresas de Telêmaco
Desempenho na região, contudo, é superior à média nacional Foto: Arquivo JM
PUBLICIDADE

Somente no 2º trimestre a baixa na arrecadação se aproximou de 29%, impactada pela pandemia da Covid

Pelo quarto mês seguido, a arrecadação de tributos federais teve queda na região abrangida pela delegacia da Receita Federal do Brasil em Ponta Grossa, que abrange 64 municípios. Neste mês de junho, porém a retração não foi tão grande quanto a registrada em abril em maio, mas ainda assim na casa de dois dígitos, de 11% em termos nominais. Considerando a inflação (IPCA) acumulada nos últimos 12 meses, de 2,13%, verifica-se que houve uma diminuição real de 13% nos valores arrecadados. Em valores, os R$ 369,2 milhões obtidos no sexto mês de 2019 foram reduzidos para R$ 327,7 milhões.

Somente no segundo trimestre, quando abrange os meses de abril a junho, período impactado pela pandemia do novo coronavírus, a queda nominal da arrecadação foi de 28,9%, ou seja, reduziu de 1,22 bilhão em 2019 para R$ 871 milhões neste ano. Como no primeiro trimestre a arrecadação estava positiva em 2,43% em âmbito nominal, o primeiro semestre fechou com uma retração nominal de 13,8%: R$ 2,02 bilhões em 2020, contra R$ 2,35 bilhões em 2019. 

“O resultado da arrecadação ainda espelha medidas adotadas. Primeiramente é o reflexo da atividade econômica, que teve queda brusca em virtude da pandemia, mas também das ações das medidas de mitigação da crise, adotadas pela Receita Federal, como postergação dos pagamentos de tributos e redução de alíquotas de produtos, especialmente voltados ao combate da pandemia”, esclarece o delegado da Receita Federal do Brasil em Ponta Grossa, Demetrius Soares. 

Por outro lado, Soares revela que essa queda nominal de 11%, inferior às registradas nos outros meses (40% em abril e 30% em maio), mostra que a atividade econômica voltou a crescer no final do primeiro semestre. “A arrecadação está vinculada a atividade econômica das empresas”, reforçou. Contudo, a queda da Cofins (de 54,4%) e PIS (48,5%), esclareceu o delegado, mostram que as empresas reduziram o faturamento neste período. 

Desempenho regional é superior

A arrecadação na região dos Campos Gerais teve um desempenho superior que a média nacional. No brasil, a arrecadação de receitas federais registrou queda real (descontada a inflação) de 29,59% em junho, totalizando R$ 86,2 bilhões. Mesmo dentro da 9ª região fiscal, que abrange o Paraná e Santa Catarina, a delegacia de Ponta Grossa se destacou: a delegacia de Maringá teve uma retração de 15% em junho; enquanto que a de Curitiba registrou uma queda de 31%.

PUBLICIDADE

Recomendados