Tibagi tem três grupos na disputa pela Prefeitura

Campos Gerais

22 de setembro de 2020 18:39

Afonso Verner


Relacionadas

Boletim mostra novo caso de covid-19 em Palmeira

Jovem suspeito de estupro e homicídio é detido no PR

Teixeira Soares tem três na disputa pela Prefeitura

Adolescente é encontrado morto em área rural de Imbaú
Novo caso de covid é registrado em Palmeira
Klabin já investiu R$ 3,8 bilhões no Projeto Puma II
Arapoti inicia atendimento do Samu Regional
Rildo, Butina e Pedro Machado vão participar da disputa Foto: Arquivo aRede
PUBLICIDADE

Município com forte atuação turística tem grupos distintos na corrida eleitoral de 2020

Conhecida pela força no turismo e pela produção do campo, a cidade de Tibagi terá três grupos políticos na disputa pela Prefeitura Municipal. Em 2020, diferentes grupos políticos irão participar do pleito na disputa pelo comando do município, um dos mais importantes da região dos Campos Gerais. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 14.132 eleitores estão aptos a escolherem prefeito, vice e vereadores. 

O principal grupo na disputa é liderado por Rildo Leonardi (MDB), atual prefeito da cidade. Rildo venceu a disputa interna com o ex-prefeito, Sinval Silva, e terá como vice Helynez Taques Santos Ribas (PDT). A coligação de Rildo e Helynez conta com o MDB, PDT, PSB e DEM - o grupo buscará garantir a continuidade da gestão de Rildo que foi iniciada em 2016, quando o hoje prefeito foi eleito para o primeiro mandato. 

Na oposição figuram dois grupos. O primeiro deles é liderado por Artur Ricardo Nolte, conhecido como o Butina, filiado ao PSC - Butina foi vice-prefeito durante a gestão de Ângela Mercer de Mello, entre 2013 a 2016. Em 2020, Butina lidera a coligação que conta com o PSC, PSL, PSD, PTB e PROS - o posto de vice na chapa liderada por Butina é ocupado por Jorge Cardoso do PTB. 

Por fim, o PRTB lançou chapa pura na disputa pela Prefeitura de Tibagi neste ano. O agricultor Pedro Machado tenta novamente se eleger prefeito (ele já foi candidato ao cargo em 2016 pelo PPS) e neste ano tem como vice um colega de partido, José Hamilton Taques. A chapa do PRTB buscará representar uma alternativa entre as candidaturas de Rildo e Butina. 

Por sua vez, Rildo representa a continuidade do atual governo - a gestão do medebista buscou proximidade com o Governo Estadual e com deputados federais para garantir recursos à região. Por sua vez, Butina defende avanços e o modo de trabalho da gestão que integrou e que era liderada por Angela. Tendo como terceira via o projeto representado pelo PRTB. 

Câmara da cidade tem nove vagas

Além do cargo de prefeito e vice, os tibagianos vão às urnas no próximo dia 15 para eleger nove vereadores. Ao contrário das cidades maiores, em Tibagi os eleitos tendem a ter votações menores, mais condizentes com o tamanho total do eleitorado. Em 2016, por exemplo, o vereador eleito mais votado somou pouco mais de 620 votos, enquanto o último parlamentar a garantir uma vaga na Câmara da cidade recebeu 359 votos no pleito. 

PUBLICIDADE

Recomendados