Após ofensa, garoto comete crime bárbaro em Jaguariaíva

Campos Gerais

09 de outubro de 2020 16:40

Afonso Verner


Relacionadas

Boletim apresenta 10 novos casos de Covid-19 em Palmeira

Carro capota, vítimas são ejetadas e um morre na BR-373

Sala do Empreendedor de Tibagi mantém liberação de crédito

Edir Havrechaki nomeia equipe para transição de governo
Prefeitura de Tibagi regulariza 65 terrenos no Parque Industrial
Caixa abre agências na região neste sábado até meio-dia
Motociclista morre após colisão frontal com caminhão
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Crime ocorreu em janeiro deste ano e foi solucionado pela Polícia Civil. Adolescente foi detido pelo assassianto brutal

Um adolescente de 15 anos de idade foi detido pela Polícia Civil em Jaguariaíva, cidade na região dos Campos Gerais, nesta quinta-feira (8). O garoto confessou ter matado Valdemar de Paula, de 47 anos de idade - o crime aconteceu em janeiro de 2020 e teria sido motivado por uma ofensa verbal. 

De acordo com a Polícia Civil, Valdemar foi brutalmente morto quando caminhava pela rua na região do bairro Primavera. Com base em informações inicialmente apuradas  os investigadores descobriram que Valdemar foi abordado pelo adolescente e que este o agrediu com socos e chutes, fazendo-o cair no chão. 

Segundo a Polícia, o adolescente pisou por diversas vezes contra a cabeça do senhor Valdemar ocasionando o seu afundamento de crânio e posterior óbito. O caso, a princípio tratado como um latrocínio (roubo seguido de morte), foi instruído com imagens de uma câmera de segurança da via pública que flagrou a crueldade com que os atos foram praticados - a baixa resolução da câmera prejudicou as investigações.   

O Setor de Investigações da Delegacia de Polícia de Jaguariaíva empreendeu diversas diligências chegando até o adolescente. Nesta quinta-feira (8), o garoto confessou a prática do crime, informando que agrediu fisicamente Valdemar porque tempos antes do crime este lhe teria ofendido verbalmente. 

A Polícia Civil informou que o adolescente responderá pelo ato infracional análogo ao crime de homicídio qualificado pelo motivo fútil, pelo emprego de meio cruel e pela impossibilidade de defesa da vítima.

PUBLICIDADE

Recomendados