PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Piloto de moto morre em grave acidente na BR-376

Campos Gerais

11 de janeiro de 2021 07:41

Da Redação


Relacionadas

Agricultoras preparam cestas para profissionais da saúde

Dois veículos colidem em grave acidente em Castro

PRF e Denarc apreendem 27 quilos de maconha em Irati

Automóvel bate na lateral de carreta na PR-151
Homem baleado é encontrado morto em Jaguariaíva
PRF apreende armas após acidente na BR-376
Palmeira já aplicou 984 doses de vacina contra a Covid-19
PUBLICIDADE

Durante ultrapassagem indevida, ele sofreu queda e foi atropelado por vários veículos; caminhão pegou fogo no acidente

Um rapaz de aproximadamente 26 anos morreu num acidente de trânsito na noite deste domingo (10) na BR-376, em Tibagi, região dos Campos Gerais. Ele pilotava uma motocicleta e foi atropelado por vários veículos depois de sofrer uma queda perto do quilômetro 432, por volta das 20h50. Até a publicação desta matéria, a identidade dele ainda não tinha sido confirmada oficialmente.

O caminhoneiro de Apucarana seguia para Curitiba levando uma carga de 14 toneladas de azeite e fubá. Ele contou que estava na faixa da direita e um automóvel fazia a ultrapassagem pela pista da esquerda. Nesse momento, o motociclista tentou passar entre os dois veículos, mas se desequilibrou e caiu no meio da rodovia. O piloto acabou atropelado pelo caminhão e por outros veículos que seguiam atrás e morreu na hora.

A moto ficou presa sob o rodado do caminhão e foi arrastada por vários metros. Com o atrito e as faíscas, a moto começou a pegar fogo e as chamas rapidamente se espalharam pelo caminhão. O incêndio consumiu os dois veículos, mas o motorista do caminhão conseguiu sair e escapou ileso.

Por causa do acidente, o trânsito teve que ser interrompido por pelo menos uma hora, enquanto as equipes da concessionária que administra a rodovia controlavam o fogo e faziam a limpeza da pista. O fluxo ainda foi retomado em meia pista até que a rodovia fosse completamente desobstruída. A sinalização foi feita pela empresa e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), além da Defesa Civil.

A Polícia Científica esteve no local para fazer a perícia e coletar indícios que ajudem a esclarecer as circunstâncias da tragédia e o corpo da vítima foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa. 

PUBLICIDADE

Recomendados