PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

PRF realiza grande apreensão de cigarros em Palmeira

Campos Gerais

21 de janeiro de 2021 19:40

Da Redação


Relacionadas

Irati divulga decreto seguindo determinações estaduais

Aliel reforça compromisso com os municípios da região

Prefeitura de Arapoti busca ampliar geração de empregos

Sicredi passa a atender com atendimento agendado
UEPG firma parceria com o município de Cândido de Abreu
Alta na atividade econômica regional impulsiona arrecadação
Equipe da CCR RodoNorte realiza parto na PR 151
PUBLICIDADE

Motorista já havia sido preso pelo mesmo crime ano passado em Ponta Grossa

Na tarde desta quinta-feira (21), a equipe Polícia Rodoviária Federal (PRF) recebeu denúncia de que um veículo M.benz/L 1620 de cor branca que estaria transportando cigarros de origem paraguaia. Durante o policiamento oatensivo, os policiais  encontraram um veículo com características semelhantes entrando no pátio de um posto de combustível em Palmeira, na região dos Campos Gerais, às margens da BR 277.

Foram solicitados os documentos, sendo que o condutor, 28 anos, foi reconhecido pela equipe policial por ter sido preso pelos mesmos PRF's em setembro de 2020 em Ponta Grossa, também pelo transporte de cigarros contrabandeados. Na abordagem, o motorista disse estar transportando silagem para a cidade de Curitiba, tendo apresentado a nota fiscal da carga. Ao checar a documentação a equipe constatou que o documento tinha  indícios de falsificação. 

Diante da suspeita, foi realizada verificação da carga e encontrado embaixo de alguns sacos de ração animal, grande quantidade de cigarros de origem paraguaia, totalizando aproximadamente 200.000 maços (400 caixas).

O condutor do caminhão informou que havia pego o caminhão em São Jorge do Patrocínio na Região Oeste do Estado e entregaria a carga em Curitiba. Em consulta aos sistemas foi confirmada a falsificação da Nota Fiscal apresentada. O caminhão com placas de Sarandi e as caixas de cigarros apreendidas foram encaminhados à Receita Federal em Ponta Grossa.

O motorista entregue à Polícia Federal também de Ponta Grossa, onde responderá pelos crimes de Contrabando e Uso de Documento Falso. 

As informações são da PRF

PUBLICIDADE

Recomendados