PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Irati debate possíveis horários de funcionamento do comércio

Campos Gerais

08 de março de 2021 23:15

Da Redação


Relacionadas

Detonações de rochas bloqueiam BR-376

Curiúva alinha propostas voltadas para o esporte

Porto Amazonas reforça parceria com hospital da Lapa

Prefeitura de Castro investe R$ 1,5 milhão no Estádio Caramuru
Jaguariaíva instala três novas academias ao ar livre
Irati promove ação para diversificar produção agrícola
Piraí do Sul fornece kits de alimento para a população
Representantes do setor estiveram reunidos com o prefeito nesta segunda-feira (8) Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Representantes do setor estiveram reunidos com o prefeito nesta segunda-feira (8)

O prefeito de Irati, Jorge Derbli (PSDB), se reuniu com representantes de setores do comércio local nesta segunda-feira (8). Durante o encontro, houve um debate sobre os horários de atendimento durante a vigência do decreto nº 7020, que permite a retomada de atividades não essenciais a partir de quarta-feira (10).

O prefeito propôs alguns acréscimos nos horários de funcionamento, em relação ao que consta no decreto estadual. A principal delas contempla os setores de comércios, restaurantes, bares, lanchonetes e similares que poderão abrir das 09h às 20h, respeitando-se 50% da sua capacidade de público. Pelo decreto estadual, a abertura seria uma hora mais tarde, ou seja, 10h.

Em função da restrição à circulação em ruas e locais públicos entre 20h e 05h, como determina o documento do Governo do Paraná, não foi permitido ampliar o horário no horário da noite, o que já havia sido uma reclamação de comerciantes que têm no período noturno sua maior fonte de renda. Entretanto, o sistema de entregas está liberado para funcionar 24 horas. E academias podem abrir das 06h às 20h, com 30% de sua capacidade.

Neste sábado (13) e domingo (14) apenas atividades essenciais serão permitidas. O Decreto Estadual define como atividades enquadradas nesta questão os supermercados, panificadoras, farmácias, postos de venda de combustíveis e comércio de gás de cozinha. Finalizando a reunião ficou estabelecido que no dia 17 de março, haverá um novo encontro com os representantes para avaliar a decisão do Paraná e discutir o que pode ser adaptado em Irati.

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados