PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Carambeí apresenta projeto para instalação de maltaria

Campos Gerais

18 de maio de 2021 21:20

Da Redação


Relacionadas

Polícia prende quatro pessoas por furtos e roubos na região

Arapoti amplia restrições após nova alta nos casos de covid-19

Covid: Jaguariaíva tem situação mais crítica da região

Passageiro morre após colisão traseira entre vans em Irati
Sengés suspende circulação de ônibus em novo decreto
Teixeira Soares garante água para mais de 40 famílias
Parque Histórico de Carambeí é referência nacional
Iniciativa projeta infraestrutura para receber a fábrica. Empreendimento deverá ter um aporte de R$ 1,5 bilhão Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Iniciativa projeta infraestrutura  para receber a fábrica. Empreendimento deverá ter um aporte de R$ 1,5 bilhão

A prefeita de Carambeí, Elisangela Pedroso (PSB), acompanhada pelo vereador Diego Macedo (PSD) e pelo deputado estadual Artagão Junior (PSB), cumpriu agenda em Curitiba nesta terça-feira (18). Na ocasião, o grupo se reuniu com o diretor da Invest Paraná, José Eduardo Bekin, para apresentar a iniciativa ‘Carambeí, Projeto de Retomada Industrial’ que visa a atração de investimentos por meio da instalação de novas empresas no município. 

O investimento de cerca de R$ 1,5 bilhão destinado pelas Cooperativas Agrária (Guarapuava), Bom Jesus (Lapa), Capal (Arapoti), Castrolanda (Castro), Coopagrícola (Ponta Grossa) e Frísia (Carambeí) para a construção de uma maltaria nos Campos Gerais, foi o principal tema da reunião. 

“O projeto entregue demonstra que Carambeí tem potencial para receber esse investimento. Apresentamos uma área industrial que poderá receber a instalação da unidade de acordo com o que buscam os investidores, com boa localização, às margens da rodovia PR-151”, explica a prefeita. “Também foi apresentado um projeto da pavimentação de uma estrada rural, que poderá servir de acesso. Temos recursos estaduais disponíveis e liberados, que poderão consolidar o projeto e a escolha por Carambeí”, frisou Elisangela.

A gestora considera fundamental o apoio dos poderes Executivo e Legislativo na busca por novas oportunidades de emprego e renda para Carambeí. “Estamos trabalhando incansavelmente para que seja retomada a industrialização da cidade. Com isso, deverão surgir novas oportunidades de emprego, melhorando a qualidade de vida dos carambeienses”, destacou.

O deputado Artagão Junior avaliou o encontro como positivo. “Tivemos reuniões produtivas na Invest Paraná, para começar a desenvolver o projeto de Carambeí. O primeiro passo foi dado”, disse o parlamentar. De acordo com o vereador Diego Macedo, o grupo retorna do encontro com otimismo. “Novas reuniões serão realizadas em breve”, prevê Macedo.


Produção regional será estimulada

A nova maltaria deverá produzir 240 mil toneladas de malte anualmente, volume que atualmente corresponde a 15% do mercado nacional. O empreendimento deve gerar mais de mil empregos diretos e indiretos. O local para instalação da indústria ainda está em avaliação. O potencial de plantio de cevada nos Campos Gerais poderá atingir 100 mil hectares por ano, podendo beneficiar mais de 12.000 cooperados. Espaço será inaugurado em 2023.

PUBLICIDADE

Recomendados