PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Municípios da região dialogam sobre a Nova Ferroeste

Campos Gerais

22 de junho de 2021 21:30

Agência Estadual de Notícias


Relacionadas

Polícia prende investigados por estupro de menores na região

PRF atende acidente com óbito em Teixeira Soares

Duplicações ampliam segurança na BR-376 na região

Capal doa novos equipamentos para o hospital de Arapoti
Carambeí projeta novo Centro Municipal de Saúde
Piraí do Sul aprova projeto que proíbe fogos com barulho
Ensino municipal de Palmeira retoma atividades na segunda
Prefeitos puderam tirar dúvidas e conhecer um pouco mais sobre a obra neste 2º encontro Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Prefeitos puderam tirar dúvidas e conhecer um pouco mais sobre a obra neste 2º encontro

Dezenas de prefeitos, assessores e secretários de municípios dos Campos Gerais e da região Oeste participaram, nesta segunda-feira (21), de um encontro para conhecer detalhes do projeto da Nova Ferroeste. O secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; o coordenador do Plano Estadual Ferroviário, Luiz Henrique Fagundes; e o diretor-presidente da Ferroeste, André Gonçalves, atualizaram dados e falaram sobre o traçado e o estágio em que o projeto se encontra.

Esses encontros fazem parte do amadurecimento da Nova Ferroeste, destaca o Sandro Alex. “O governo tem feito reuniões constantes com o setor produtivo, com os legisladores e com a sociedade representada por prefeitos para que tenham conhecimento e possam também participar e opinar dando a sua contribuição”, disse. O bate-papo foi no auditório da Secretaria de Infraestrutura e Logística, em Curitiba, mas boa parte dos participantes estava online.

Como as reuniões junto aos prefeitos estão ocorrendo em blocos, os municípios dos Campos Gerais participaram dos diálogos na última semana. O novo traçado da Ferroeste contemplará, na região, os municípios de Inácio Martins, Irati, São João do Triunfo, Palmeira e Porto Amazonas. “No encontro, foi solicitado o apoio das cidades durante o processo de estruturação”, explica o prefeito de Inácio Martins, Junior Benato (PSD). “Quando as obras iniciarem, haverá um estímulo na geração de empregos com a contratação de funcionários atuantes nos municípios”, ressalta.

De acordo com o prefeito de Palmeira, Sérgio Belich (DEM), as obras deverão agilizar o movimento da safra, reduzindo os custos de alguns produtos agrícolas. “Durante a reunião, também recebemos informações sobre o andamento dos estudos técnicos, econômicos, ambientais e jurídicos relacionados ao projeto”, destacou Belich em publicação nas redes sociais.

“Os municípios estão muito preocupados com a questão de onde vai haverá terminal. Muitos estão tomando a iniciativa de desenvolver estudos técnicos que devem ser incorporados na documentação de concessão para a definição futura de onde vão se localizar os polos logísticos”, destacou o coordenador do Plano Estadual Ferroviário Fagundes.


Projeto terá 1,2 mil quilômetros e será o 2º maior do país

O projeto visa a ampliação da Estrada de Ferro Paraná Oeste. O novo traçado, com 1.285 quilômetros, vai ligar os municípios de Maracaju (MS) e Paranaguá. Quando a ferrovia estiver concluída, será o segundo maior corredor de grãos e contêineres do País. Os estudos de demanda indicam que cerca de 26 milhões de toneladas de produtos devem circular nesse trecho por ano. Considerando o tráfego interno, a Nova Ferroeste deve alcançar 38 milhões de toneladas ano. O investimento é estimado na Nova Ferroeste é de R$ 25 bilhões.

PUBLICIDADE

Recomendados