PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Jaguariaíva retoma o ensino presencial a partir de agosto

Campos Gerais

27 de julho de 2021 18:24

Da Redação


Relacionadas

Arapoti lança campanha em parceria com a BO Paper

Telêmaco avalia adoção de novas políticas públicas

Tibagi recebe 852 novas doses de vacinas contra a covid-19

Castro define planejamento para receber Jair Bolsonaro
Irati, Reserva e Telêmaco Borba garantem novas moradias
Prefeitura de Jaguariaíva expõe planos para ampliar colégio
Estado avança em proposta para concessão do Guartelá
Alunos do 5º ano poderão voltar de maneira gradual mediante autorização dos responsáveis Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Alunos do 5º ano poderão voltar de maneira gradual mediante autorização dos responsáveis

As aulas presenciais na rede municipal de Jaguariaíva serão retomadas no dia 2 de agosto. A decisão foi anunciada pela Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel) após uma reunião com representantes do Comitê de Retorno às Aulas e do Poder Legislativo da cidade.

De acordo com o cronograma, as atividades retornam em formato híbrido para alunos do 5º ano, mediante autorização dos responsáveis. Grupos prioritários a partir do 1º ano também estão autorizados a voltar. Nestes casos, a realização de ações presenciais depende da avaliação e da demanda de cada escola.

A responsável pela pasta, Erla Mello, afirmou que a proposta de ensino híbrido respeita todos os protocolos de segurança estabelecidos pelo Conselho Estadual de Educação do Paraná (CEE/PR). Segundo ela, a administração municipal tem dado todo o suporte para que a retomada ocorra de maneira segura para todos. 

De acordo com a diretora de Educação de Jaguariaíva, Andréia Valentim, os demais estudantes continuariam no ensino remoto até que os responsáveis autorizem o retorno presencial, o que pode ser feito a qualquer momento, como assegura a legislação.

A possibilidade de ampliação no número de alunos após o retorno do segundo semestre deve ser discutida a partir do dia 16 de agosto, quando serão avaliados os impactos das primeiras turmas em ensino híbrido. Com o aumento de estudantes autorizados, as atividades poderão ser intercaladas para respeitar a lotação máxima, que pode se estender a até 50% de cada turma. 

A capacidade é definida conforme o tamanho da sala, respeitando o distanciamento de 1,5 metros entre as carteiras. Neste cenário, cada grupo passaria uma semana na escola e uma semana fazendo atividades complementares em casa. A secretária Erla explica que cada escola ficará responsável pela orientação dos pais quanto ao ensino híbrido, bem como a organização das salas, monitoramento e higienização dos alunos.


Prefeitura adquire novos insumos

A expectativa da prefeitura municipal é que todos os profissionais da educação sejam completamente imunizados contra a covid-19 até setembro. Com isso, a gestão aposta em uma retomada segura para todos. Os funcionários já receberam EPI’s adquiridos pela Smecel. Com o retorno das aulas, os alunos receberão kits individuais de sanitização com álcool gel, sabonete líquido, lenço umedecido, garrafa squeeze e máscaras.

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados