PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

CimSaúde terá orçamento de R$ 20 milhões para 2022

Campos Gerais

25 de novembro de 2021 16:11

Da Redação


Relacionadas

Telêmaco se organiza para receber etapa da Transparaná

Ventania recebe novo aparelho para auxiliar o setor de saúde

Tibagi divulga cronograma de eventos para o fim de ano

Ação realizada em São João do Triunfo ganha prêmio estadual
Sanepar inicia 'Reserva Hídrica do Futuro' em Porto Amazonas
Prefeito de Piraí avalia projetos junto à Câmara Municipal
Plano Diretor de Carambeí traz diretrizes para o futuro
Reunião entre secretários municipais traçou metas para o consórcio Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Reunião entre secretários municipais traçou metas para o consórcio

Secretários municipais das 3ª e 21ª Regionais de Saúde estiveram presentes durante reunião do Consórcio Intermunicipal de Saúde dos Campos Gerais (CimSaúde), realizada nesta semana. O encontro ocorreu na sede da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG). Entre as pautas debatidas, estavam o orçamento do próximo ano, as especialidades previstas e novos serviços que devem compor o rol do consórcio.

Para 2022, o orçamento do CimSaúde deve passar dos R$ 20 milhões. O valor representa R$ 3 milhões a mais em relação a 2021. "Vamos aumentar consideravelmente devido a implantação do Qualicis", adianta a diretora do Consórcio, Pâmella Costa, citando o Programa de Qualificação dos Consórcios Intermunicipais de Saúde do Governo do Estado. Além das especialidades que o CimSaúde atende, o Qualicis traz novas Linhas de Cuidados para os pacientes dos 19 municípios consorciados. 

Visando diminuir as filas e a falta de profissionais na região, os secretários debateram a possibilidade de iniciar a telemedicina entre seus produtos. "Poderemos otimizar o atendimento dos pacientes e economizar recursos de deslocamento", avalia Pâmella. Conforme o assessor jurídico do CimSaúde, Juliano Jaronski, o Conselho Federal de Medicina ainda pretende regulamentar a atividade, que está em pleno funcionamento durante a pandemia de covid-19.

A Ficha de Programação Orçamentária (FPO) também foi discutida durante o encontro. "Estamos realizando capacitação junto aos municípios para a melhor utilização destes recursos", conta a auxiliar administrativa, Liliane Santos, solicitando a atenção dos chefes da pasta de Saúde dos municípios quanto aos agendamentos. O fortalecimento do Consórcio é outro assunto que que pauta as reuniões com os secretários. "Se não houver municípios consorciados, não há ações a serem feitas pelo Consórcio. Nossa união é primordial para melhor atender os pacientes", finaliza Pâmella.

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados