>


PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Plano Diretor de Carambeí traz diretrizes para o futuro

Campos Gerais

01 de dezembro de 2021 20:29

Da Redação


Relacionadas

Homem é morto com tiro na testa em Telêmaco

Rapaz é morto com golpes de faca na área rural de Palmeira

Pai de caminhoneiro morre em acidente na BR-376 em Tibagi

Polícia prende oito pessoas por furto em ferrovia na região
Receita restitui R$ 1,28 milhão para contribuintes na região
Tibagi inicia procedimentos para construção de nova pré-escola
Carambeí destina verba para entidades sociais
Documentos foram entregues para a prefeita Elisangela Pedroso nesta quarta-feira (1º) Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Documentos foram entregues para a prefeita Elisangela Pedroso nesta quarta-feira (1º)

O novo Plano Diretor de Carambeí foi finalizado e entregue para a prefeita Elisangela Pedroso (PSB) nesta quarta-feira (1º). O documento que deve nortear as ações do município pelos próximos dez anos foi encaminhado para a Chefe do Executivo durante uma conferência realizada na Câmara Municipal. O estudo foi elaborado por equipes da administração pública e da empresa DRZ - Geotecnologia e Gestão de Cidades, que foi contratada através de licitação.

Na próxima etapa, Elisangela deve preparar o Projeto de Lei que será enviado para a Casa de Leis. Após a aprovação dos vereadores, o plano será oficializado e amplamente divulgado no portal do município e do Paranacidade.

O Plano Diretor é um instrumento político que planeja ações a longo prazo e que, nos próximos dez anos, será responsável pelo norteamento de ações de ordenamento territorial e também da captação de recursos, que deve estar de acordo com a legislação federal, estadual e também municipal. O documento também serve para os convênios e recursos futuros e deve estar dentro do Estatuto das Cidades.

Segundo a engenheira do município, Adriane Curtes, foram realizadas várias fases de trabalho até a chegada a conferência. “O evento contou com a mobilização e análise temática de todas as diretrizes deste plano, que contém ações e intervenções que serão feitas no município”, disse.

A empresa DRZ participou de várias ações envolvendo técnicos e servidores do município. Foram 25 reuniões técnicas e várias oficinas comunitárias realizadas na Biblioteca Cidadã. Também ocorreram três audiências públicas com a presença da população. Ao todo, houve registro de 291 participações entre opiniões registradas no site, nas oficinas e nos relatórios da empresa contratada do município de Londrina.

Entre os princípios adotados no Plano Diretor está o desenvolvimento sustentável; a redução das desigualdades sociais; e a construção de cidades inteligentes com interação dos campos urbano e digital, com toda a preparação para “inteirar-se” de uma agenda mundial onde países e municípios possam atingir a igualdade econômica e ambiental com o desenvolvimento sustentável.

A prefeita Elisangela ressaltou a importância do planejamento. “Será um norte para o trabalho ordenado da gestão municipal e vai tratar de temas importantes como o crescimento, a mobilidade urbana, a proteção e preservação ambiental e as questões sociais e econômicas já a partir de 2022”, concluiu a gestora.


Cidade realiza mapeamento

O Departamento de Habitação e Interesse Social de Carambeí solicita aos moradores a atualização do cadastramento habitacional municipal. O objetivo do cadastro é reconhecer a demanda por moradias e o perfil socioeconômico das famílias. A diretora do departamento, Diely Pereira, ressalta que mesmo aqueles moradores que já fizeram o cadastro anteriormente também devem realizar o procedimento. “As informações servirão de base para o planejamento de novas unidades habitacionais em Carambeí”, disse.

PUBLICIDADE

Recomendados