PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

1º BPM realiza operação em Arapoti e Jaguariaíva

Campos Gerais

04 de dezembro de 2021 08:58

Da Redação


Relacionadas

CimSamu apoia atendimentos nas estradas e prevê ampliação

Ventania e Telêmaco alinham planos para o desenvolvimento

Prudentópolis monitora cenário da produção agrícola

Amcespar debate plano de concessão para a Flona de Irati
Carambeí reúne secretários e define planos para 2022
Arapoti entrega obras de pavimentação nos bairros
Irati busca ampliação do saneamento na área rural
Operação foi realizada entre esta sexta e sábado Foto: Divulgação/PM
PUBLICIDADE

Mais de 150 pessoas foram abordadas durante a operação AIFU, realizada em Arapoti e Jaguariaíva

O 1º Batalhão de Polícia Militar desencadeou, entre a noite desta sexta-feira (3) e a madrugada deste sábado (4), a Operação AIFU (Ações Integradas de Fiscalização Urbana) na região dos Campos Gerais. Os municípios escolhidos para a ação policial foram Arapoti e Jaguariaíva. Mais de 150 pessoas foram abordadas.

Com início às 18 horas e 30 minutos, se estendendo até à 1 hora da madrugada deste sábado (4), várias frentes de atuação suplementaram o policiamento nos municípios. A operação envolveu efetivos policiais dos setores de radiopatrulha e Rotam do 1º BPM, em conjunto com o Corpo de Bombeiros e equipes fiscais de ambos os municípios, com ações direcionadas em estabelecimentos comerciais.

Durante a atuação policial, 152 pessoas foram abordadas e 25 veículos vistoriados, além da fiscalização de 12 estabelecimentos e outros locais de concentração.

Em nota à imprensa, o 1º BPM ressaltou que as ações da Polícia Militar tem o papel de “extrema importância na finalidade de garantir a segurança da população mantendo a ordem pública, gerando tranquilidade e bem estar, condições essenciais para a vida em sociedade”, informou. “Ressalta-se também a importância da participação da comunidade nesse processo, seja adotando medidas individuais de segurança, suprimindo oportunidades aos infratores, ou ainda denunciando através dos telefones 190 e 181 as irregularidades de que tomar conhecimento”, dizia a nota.


Com informações da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados