PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Estado anuncia fechamento da cadeia pública de Castro

Campos Gerais

27 de janeiro de 2022 15:16

Allyson Santos


Relacionadas

Ciclista morre em acidente na BR-277 em Palmeira

Ventania reforça a iluminação e investe no Distrito Industrial

Reserva reforça maquinário para executar obras no interior

Imbaú instala novos aparelhos de televisão nas salas de aula
Telêmaco Borba recebe selo ouro em avaliação do Sebrae
Sicredi inaugura 12ª agência em Curitiba
Castro arrecadou R$ 106 milhões no 1º quadrimestre
Detentos serão transferidos no mês de maio para a nova cadeia pública de Ponta Grossa. Prefeito Moacyr Fadel dá detalhes do planejamento anunciado na quarta-feira (26) Foto: Divulgação/AMCG
PUBLICIDADE

Detentos serão transferidos no mês de maio para a nova cadeia pública de Ponta Grossa. Prefeito Moacyr Fadel dá detalhes do planejamento anunciado na quarta-feira (26)

O secretário da Segurança Pública do Paraná, Romulo Marinho Soares, anunciou na quarta-feira (26) o fechamento da cadeia pública de Castro e a transferência dos presos no mês de maio para a nova cadeia de Ponta Grossa, que será inaugurada no dia 8 de abril deste ano. A decisão foi divulgada durante a reunião ordinária da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG), realizada em Piraí do Sul.

Após a transferência dos detentos, o prédio será demolido. Futuramente, a prefeitura poderá utilizar o espaço conforme a necessidade da administração. O presidente da AMCG e prefeito de Castro, Moacyr Fadel Junior (Patriota), destacou que a retirada da carceragem da área central é uma reivindicação antiga da população. “É uma grande notícia para o povo de Castro. Após muitos anos, vamos tirar a carceragem da região central da cidade”, destacou o gestor, que também agradeceu o apoio do Governo do Estado pelo apoio durante a condução deste processo.

Fadel também relembrou que a cadeia pública já havia se tornado um problema crônico para o poder público por conta das rebeliões entre detentos e da ausência de uma estrutura adequada para os detendos. Segundo ele, o crescimento populacional do município foi outro fator determinante para a transferência da carceragem. “Quando colocamos essa pauta para o secretário, ele se comprometeu em antecipar a inauguração da cadeia em Ponta Grossa. A partir disso, nós sinalizamos o interesse em demolir a estrutura existente em Castro e utilizar a área para outras finalidades”, explicou o prefeito.

O município pretende definir nos próximos meses, juntamente com a população, o que será construído na atual sede cadeia pública. Ao avaliar os resultados da reunião de quarta-feira (27), Fadel destacou o comprometimento do secretário ao expor o planejamento da pasta. “Todos os prefeitos da região tiveram a oportunidade de colocar demandas em pauta. A AMCG formalizou uma parceria com o Estado para solucionar o problema das patrulhas rurais”, revelou. Para qualificar o monitoramento nas áreas mais afastadas, a associação deverá viabilizar a estrutura necessária para atuação dos agentes, enquanto a secretaria será responsável pela operacionalização.


Poder público busca consolidar melhorias

Os prefeitos, vice-prefeitos e demais autoridades dos 19 municípios dos Campos Gerais acompanharam, durante a reunião, um panorama de investimentos, aquisições e tratativas em andamento. Dentre as obras já concluídas, foi citado o novo quartel do Corpo de Bombeiros de Jaguaraiaíva. O investimento foi de R$ 1,2 milhão e o local já está em funcionamento. As obras da Cadeia Pública de Ponta Grossa também foram destaque. Elas seguem para a reta de finalização, com 85% concluídas. O local vai disponibilizar 752 novas vagas para o sistema prisional. Além disso, o secretário se comprometeu a retornar à região em cerca de 60 dias para avaliar o andamento dos projetos solicitados por cada município.

Com informações das Assessorias de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados