PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Mulher assassinada pelo marido é identificada

Campos Gerais

27 de maio de 2022 07:43

Igor Rosa


Relacionadas

Polícia investiga furto de obras de arte da Casa da Cultura

Ratinho e Elisangela exaltam anúncio da fábrica da Ambev

Castro conclui etapa de obras estrada do Socavão

Ipiranga atrai recursos para executar melhorias no interior
Ensino de Jaguariaíva recebe investimentos em tecnologia
Igreja recebe bênção em Castro
Região alinha estratégias para qualificar serviços de Saúde
Elainde de Góes, tinha 40 anos, e foi encontrada morta com marcas de espancamento. Foto: reprodução
PUBLICIDADE

Segundo a Polícia Civil, o homem matou a companheira e se suicidou na sequência. O caso aconteceu em Palmeira, na região de Ponta Grossa.

A mulher morta a pauladas pelo próprio marido na zona rural de Palmeira, na região de Vileiros, foi identificada pelas autoridades nesta quinta-feira (26). Trata-se de Elaine de Jesus de Góes, de 40 anos. A brutalidade como foi morta e a dinâmica do feminicídio chocou toda a região dos Campos Gerais. Após matar a esposa, o homem, conhecido como Esnair Rodrigues, se enforcou em uma árvore no terreno da residência. Os corpos foram recolhidos ao Instituto Médico Legal de Ponta Grossa.

A tragédia familiar mobilizou equipes das Polícias Militar e Civil, além dos peritos do Instituto de Criminalística que fizeram o levantamento de dados para o início de uma investigação. De acordo com o delegado de Palmeira, Plínio Gomes Filho, a tragédia deve ter ocorrido durante o período da manhã na casa do casal. “O autor que matou a esposa praticou o suicídio em seguida”, confirmou.

Segundo o delegado, será aberto inquérito para apurar o caso de feminicídio seguido de suicídio. “Vizinhos e familiares serão ouvidos para ver como que era a vida do casal antes do fato para então tentar entender o que aconteceu”, finalizou Gomes Filho. As informações são do repórter Elder Scolimoski, da Rádio Ipiranga, de Palmeira

Em nota encaminhada ao Portal aRede, na noite dessa quinta-feira (26), a Polícia Militar prestou mais informações sobre a tragédia. “Quando os policiais chegaram ao local, encontraram uma pessoa do sexo feminino com vários sinais de espancamento pela cabeça, em óbito, e uma pessoa do sexo masculino, aparentemente com marca de disparo de arma de fogo no ombro, também em óbito. Ele estava enforcado, pendurado por uma corda, em uma árvore”.

PUBLICIDADE

Recomendados