Polícia faz operação para 'caçar' autores de chacina em Irati

Três homens encapuzados invadiram uma residência se identificando como policiais; Quatro homens e uma mulher morreram

Três homens encapuzados invadiram uma residência se identificando como policiais
Três homens encapuzados invadiram uma residência se identificando como policiais -

Andre Bida

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Três homens encapuzados invadiram uma residência se identificando como policiais; Quatro homens e uma mulher morreram

O feriado de Corpus Christi terminou de modo trágico em Irati. Cinco pessoas foram mortas a tiros na rua Rondôniana, na Vila São João. A chacina aconteceu na noite desta quinta-feira (16), por volta das 20h30. As vítimas são quatro homens e uma mulher. Todos foram executados com tiros calibre 12.

Segundo informações obtidas pelo Portal aRede, três homens encapuzados chegaram na residência se identificando como policiais. Eles estavam em posse de uma arma longa calibre 12 e outras duas armas curtas. Após a falsa identificação, o trio começou a efetuar os disparos que atingiram três homens, de 18, 24 e 33 anos, todos estavam no pátio. Na sequência, eles entraram na residência e foram até os fundos do imóvel, local onde forçaram a porta para entrar e efetuaram disparos contra um casal, de 21 e 28 anos, que estava em um quarto. Depois os criminosos deixaram o local e seguiram por rumo desconhecido.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Samu, Guarda Municipal, Polícia Civil e Polícia Militar foram deslocadas para atender a ocorrência, mas chegando no imóvel já encontraram um cenário devastador. Dentro do quarto onde o casal foi morto, a PM encontrou duas mulheres que estavam escondidas e em estado de choque. Elas se identificaram como irmãs de uma das vítimas. Uma criança também estava dentro da casa no momento da chacina, mas ela não sofreu ferimentos e foi levada do local por familiares que moram próximo a residência.

Peritos da Polícia Criminalística examinaram a cena do crime em busca de elementos que elucidem a identidade dos criminosos. Os corpos das cinco vítimas foram encaminhadas ao Instituto Médico Legal (IML) de União da Vitória. Quatro mortos foram identificados por Nardinho, Wellington, Jaine e Alex. Este saiu recentemente da cadeia e estava usando tornozeleira. A Polícia Militar reforçou o patrulhamento na cidade. As motivações do crime ainda são desconhecidas.