Gestores destacam relevância do anuário para região

Gestores que atuam em prol do desenvolvimento dos municípios evidenciaram a importância do 13º livro-anuário produzido pelo Grupo aRede

Lideranças que atuam em prol do desenvolvimento dos municípios evidenciaram a importância do 13º livro-anuário produzido pelo Grupo aRede
Lideranças que atuam em prol do desenvolvimento dos municípios evidenciaram a importância do 13º livro-anuário produzido pelo Grupo aRede -

Allyson Santos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Lideranças que atuam em prol do desenvolvimento dos municípios evidenciaram a importância do 13º livro-anuário produzido pelo Grupo aRede

O lançamento do 13º livro-anuário ‘Caminhos dos Campos Gerais’ estimula o debate em torno do agronegócio e da economia nos municípios da região. As lideranças que atuam em prol do desenvolvimento dos municípios evidenciaram, ao longo da última terça-feira (28), a importância do projeto para a divulgação do potencial produtivo existente nas cidades. 

O presidente da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) e prefeito de Piraí do Sul, Henrique Carneiro, afirma que a atuação do Grupo aRede junto aos municípios vem de encontro aos objetivos traçados pelas prefeituras em prol do desenvolvimento. “Temos uma região que possui um amplo destaque produtivo em vários setores. Colocar as nossas cidades na vitrine para investidores e demais gestores públicos é algo que, sem dúvida, é fundamental para as nossas cidades”, exaltou. Atualmente, a gestão da AMCG atua diretamente na busca por novas parcerias para estimular a produção agropecuária.

A prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schimidt, afirmou que a atualização constante de dados proposta pelo livro-anuário do Grupo aRede é um processo que coloca a cidade e a região como um todo em evidência. “Sabemos que é necessário muita garra e determinação para produzir um material rico e de qualidade como este. Nosso setor produtivo é o que mais cresce. Fazer com que todos os municípios sejam observados por conta deste imenso potencial é algo de extrema importância”, disse a chefe do Executivo. Ela também reforçou o compromisso da atual administração com o crescimento dos mais variados segmentos agropecuários e industriais.

O secretário estadual de Comunicação e Cultura, João Debiasi, exaltou o trabalho feito pela equipe de reportagem do Grupo aRede. “O jornalismo profissional tem compromisso com o desenvolvimento da sua cidade ou do seu Estado, o que envolve o agronegócio. O Paraná e os Campos Gerais são referências globais nesse setor, com grandes cooperativas e um sistema moderno e organizado de emprego e distribuição dessas riquezas. O Paraná tem o agro como matriz”, avaliou.

O presidente da Castrolanda, Willem Berend Bouwman, afirmou que a região dos Campos Gerais é privilegiada. “Estamos inseridos em uma região com altos níveis de produtividade e que nos permite seguir trabalhando diariamente com prosperidade para trazer somente o melhor para o agronegócio. Ações como a do Jornal da Manhã e do Portal aRede levam todo o nosso potencial produtivo para os mais diversos cantos do mundo, ampliando a possibilidade de negócios e atraindo os olhares para a nossa região”, parabenizou.

Segundo o presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), o agronegócio, tal como o saneamento, é alicerce para o desenvolvimento dos municípios, da região e do próprio Estado. “Reconhecemos a importância de aliar esforços em iniciativas que promovam e incentivem o desenvolvimento  sustentável e que contribuam social e economicamente para a população”, explicou.

Segundo ele, a Sanepar é parceira dos Municípios em projetos de ampliação do acesso à água tratada em comunidades rurais e mantém diálogo permanente com as prefeituras nesse sentido. Nos últimos 5 anos, a Sanepar contribuiu com mais de 20 comunidades rurais de Ponta Grossa. No ano passado, São João do Triunfo inaugurou a maior obra de saneamento rural do Paraná, onde foram investidos R$ 1,8 milhão.

Copel investe para favorecer a produção nas áreas rurais

Em 2022, a Copel está investindo R$ 132 milhões na região que engloba Ponta Grossa e os Campos Gerais. São obras de ampliação e modernização de redes, construção de novas subestações e atendimento aos consumidores. Nesse sentido, o principal programa que beneficia diretamente o setor agropecuário da região é o Paraná Trifásico. A iniciativa consiste na substituição de 25 mil quilômetros de redes monofásicas por trifásicas na área rural de todo o Estado. A substituição das estruturas reforça a qualidade do fornecimento de energia à população rural.