PUBLICIDADE

Moacyr Fadel abre mão do Fundo Eleitoral durante campanha

Em entrevista concedida ao Jornal da Manhã e Portal aRede, o candidato a deputado estadual se posicionou a respeito dessa opção

Fadel irá concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná
Fadel irá concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná -

Allyson Santos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O ex-prefeito de Castro e candidato a deputado estadual, Moacyr Fadel (PSD), optou por não utilizar recursos provenientes do Fundo Eleitoral durante a realização da campanha, visando as eleições que serão realizadas no mês de outubro. Em entrevista concedida ao Jornal da Manhã e Portal aRede, o líder político se posicionou a respeito dessa opção. “Se nós queremos mudar o país e fazer uma política diferente, temos que ter transparência nos nossos atos. É preciso parar de fazer apenas discursos e colocar atitudes como essa em prática. São ações como essa que diferenciam os bons políticos”, afirmou Fadel, que concorrerá a uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

Fontes de financiamento

Os partidos políticos no Brasil contam com duas fontes de recursos públicos para financiar as campanhas dos candidatos nas eleições: o Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), também conhecido como Fundo Eleitoral, e o Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos, o Fundo Partidário. É importante não confundir os dois tipos de recursos. O Fundo Partidário é destinado à manutenção dos partidos políticos e é distribuído mensalmente; já o FEFC é voltado exclusivamente ao financiamento de campanhas eleitorais e é distribuído somente no ano da eleição.

Com informações do TSE

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE