PUBLICIDADE

Sandro, Aliel e Jocelito são eleitos para a Câmara Federal

Sandro Alex (PSD) e Aliel Machado (PV) conseguiram a reeleição, após expressiva votação em diversas cidades paranaenses. Jocelito Canto se destacou na cidade se elegeu pela primeira vez

Enquanto Jocelito Canto garantiu a vitória em Ponta Grossa, Aliel e Sandro tiveram muitos votos em diversas cidades paranaenses
Enquanto Jocelito Canto garantiu a vitória em Ponta Grossa, Aliel e Sandro tiveram muitos votos em diversas cidades paranaenses -

Fernando Rogala

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A exemplo do que ocorreu nas eleições de 2018, três representantes da região dos Campos Gerais foram eleitos para a Câmara Federal. Dois deles foram reeleitos, Aliel Machado, do PV, e Sandro Alex, do PSD. Já o terceiro integrante é novo na Câmara em Brasília, Jocelito Canto (PSDB), ex-prefeito em Ponta Grossa e ex-deputado Estadual. Ele preenche uma vaga da região deixada por Aline Sleutjes, candidata de Castro que deixou a disputa para Federal para disputar uma cadeira no Senado.

Sandro Alex foi o candidato da cidade mais votado. Ele fechou a votação com 168.157 votos, ou seja, 2,74% dos votos válidos. Sandro Alex conquista seu quarto mandato para a Câmara Federal, após passar mais de três anos, entre 2019 e o primeiro semestre de 2022, à frente da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, convidado pelo governador Ratinho Junior. Nessa eleição ele ampliou sua votação, após fechar 2018 com 124,5 mil votos. “Obrigado Paraná”, postou ele em uma rede social, na noite deste domingo, após a confirmação de ser eleito. Ele foi o segundo mais votado do PSD, atrás apenas de Beto Preto, e terminou a corrida eleitoral paranaense em quinto.

Aliel Machado foi o 19º candidato mais votado no Paraná, com 94.839 votos (1,55% do total estadual). Ele foi o quinto mais votado da coligação FE Brasil (PT/PC DO B/PV), que elegeu seis candidatos. Aliel quase repetiu a votação de 2018, quando obteve 95.386 votos. Na noite deste domingo, após a confirmação de sua vitória, ele discursou para os seus seguidores. “Vamos dar lealdade, trabalho, honestidade e verdade para as pessoas. Porque a nossa, não é de mentir: somos gente como a gente (...). Obrigado por essa vitória, que é uma vitória de todos nós da nossa cidade, do que é sério, do que é correto, do que é honesto”, disse.

Jocelito Canto, por sua vez, foi eleito deputado federal pela primeira vez, com 74.348 votos (1,21%), o 25º mais votado do Estado do Paraná. Após os resultados, ele postou uma foto com a sua filha, Mabel Canto, reeleita deputada estadual. “Os deputados mais votados de Ponta Grossa! É a força do povo! Obrigado Ponta Grossa, Obrigado Paraná!”, agradeceu o candidato.

Vitória depende de julgamento

Embora tenha vencido nas urnas, a confirmação da eleição de Jocelito Canto ainda está sob judice. Ele concorreu com a condição de candidatura “Indeferido com recurso ou em prazo recursal”, após o julgamento de uma ação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR), no final de setembro, o impugnando. Ele recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral e o recurso ainda depende de julgamento, por parte do TSE, para os votos e a vitória serem validados.

Doutor Magno foi o quarto candidato de Ponta Grossa mais votado

Depois dos três eleitos, o candidato de Ponta Grossa mais votado foi Dr. Magno (PTB). Ele, que é ex-vereador em Ponta Grossa, fechou a contagem com 6.150 votos, o equivalente a 0,10% do total paranaense, terminando a contagem na posição 118 do Paraná. Depois, apareceram Célio Rodrigues Mais Coletivo, do PT, integrante do assentamento Emiliano Zapata, na posição 127 do Paraná, com 4.839 votos; e pelo Capitão Saulo, do Republicanos, vice-prefeito de Ponta Grossa, com 3.937 votos no total (posição 142 no Paraná). Rudolf Polaco, do União, obteve a sétima posição entre os locais, com 2.980 votos. Depois deles, entre os principais candidatos, apareceram Alex Panzarini, do PL (2.603 votos); Keyla Avila, do PP (2.253 votos); Professora Amanda, do Solidariedade, com 2.032 votos; Adail Ingles (PROS), com 1.375 votos; e Jaciara Melo, do Solidariedade, com 804 votos

Felipe Pedroso se destacou entre os candidatos da região

Entre os candidatos da região dos Campos Gerais, se destacou Felipe Pedroso, o Felipinho, de Telêmaco Borba, candidato pelo Cidadania. Ele, que é vereador no município, vice-presidente da Câmara, fechou as eleições com 7.770 votos (0,13% do total). Formado em direito, ele ficou na posição 100 em âmbito estadual. Altamir Sanson, ex-prefeito de Palmeira, candidato pelo PSB, apareceu na sequência, com 6.799 votos, na posição 108 do Paraná. Ele foi seguido por Angela Mercer de Mello, ex-prefeita de Tibagi, do PSD, com 3.259 votos (posição 154 no Estado do Paraná). Entre outros nomes da região que se destacaram nestas eleições aparecem a Professora Heloisa Ivaszek Jensen, do PP (2.759 votos); Doutor Josué Hilgemberg, do MDB (2.657 votos); Queila Lovato, do PROS (1.696 votos); Larocca, o Cervejinha, do Solidariedade (1.673 votos); Antoniela, do MDB (1.562 votos), Tarek Jomaa (1.386 votos), entre outros.

PONTA GROSSA: Jocelito Canto foi o candidato mais votado na cidade

Com 100% dos votos apurados para Deputado Federal, Jocelito Canto (PSDB) foi o mais votado em Ponta Grossa, com 55.694 mil votos. Ele teve 23 mil votos a mais que o segundo mais votado no município, Sandro Alex, do PSD, com 31.913 votos. Aliel Machado (PV), que conseguiu a reeleição pela terceira vez, obteve 20.833 votos na cidade.

O ex-procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol (Podemos), que tentou pela primeira vez um cargo público, que venceu a corrida estadual, foi o quarto mais votado no município, com 8.373 votos. Depois apareceram Matheus Laiola (União), com 3.626 votos, e Sargento Fahur (PSD), com 3.236.

Somente na sequência que aparecem outros dois candidatos da cidade: Magno Zanelatto (PTB), sétimo mais votado, com 3.192 votos, e Capitão Saulo (Republicanos), o oitavo, com 2.901 votos na cidade.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE