PUBLICIDADE

Imbaú alinha estratégias para atrair novos empreendimentos

Prefeita Dayane Sovinski (PSD) marcou presença em reunião realizada em Curitiba

O programa Paraná Competitivo é um dos principais atrativos para investimentos do Paraná. Prefeita Dayane busca alinhar novas estratégias
O programa Paraná Competitivo é um dos principais atrativos para investimentos do Paraná. Prefeita Dayane busca alinhar novas estratégias -

Allyson Santos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A prefeita de Imbaú, Dayane Sovinski (PSD), esteve em Curitiba para participar de uma reunião referente ao programa ‘Paraná Competitivo’. “Estamos na luta em busca de conhecimento para trazer empresas para gerar emprego para a nossa população”, escreveu a chefe do Executivo em publicação nas redes sociais. Segundo ela, apenas 18 municípios do estado foram selecionados para participar desta etapa de capacitação

O Programa Paraná Competitivo é um dos principais atrativos para investimentos do Paraná. Por meio de benefícios bem estruturados e sustentados por lei, o Programa apoia tanto o novo investidor quanto empresas já estabelecidas que promovam expansão em seus negócios. A Invest Paraná é a maior aliada do investidor para ter acesso aos meios e informações para utilizar esses incentivos.

Histórico da iniciativa

O programa foi criado no início de 2011 para reinserir o Paraná na agenda dos investimentos locais, nacionais e internacionais. Contemplando uma série de medidas, como a dilação de prazos para recolhimento do ICMS, incentivos para melhoria da infraestrutura, comércio exterior, desburocratização e de capacitação profissional, com objetivo de tornar o Estado mais atrativo para novos empreendimentos produtivos que gerem emprego, renda, riqueza e desenvolvimento sustentável.

Os incentivos pleiteados são avaliados de forma técnica pela Invest Paraná, a partir de um relatório elaborado que leva em conta as prioridades do Estado, como: tipo do investimento, setor econômico, número de empregos gerados, impactos econômicos, sociais e de meio ambiente, adensamento da cadeia produtiva e grau de inovação. Após a avaliação técnica o processo passa para análise da Secretaria de Estado da Fazenda, onde é decidida a concessão ou não dos incentivos, bem como o prazo e carência.

Com informações da Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE