PUBLICIDADE

Valor arrecadado em impostos federais alcança R$ 7,4 bi na região

Total recolhido junto aos 64 municípios da regional aumentou quase R$ 1 bilhão. Crescimento nominal de 15% está acima da média nacional

A fabricação de papel e celulose é um dos principais setores da
indústria que mais geram impostos nos municípios da região
A fabricação de papel e celulose é um dos principais setores da indústria que mais geram impostos nos municípios da região -

Fernando Rogala

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A arrecadação de tributos federais junto aos municípios da região alcançou valores recordes em 2022. Números revelados nesta terça-feira (24) pela delegacia regional da Receita Federal do Brasil em Ponta Grossa, que abrange 64 municípios, mostram que R$ 7,40 bilhões em tributos fazendários e contribuições previdenciárias foram recolhidos. Trata-se de um valor quase R$ 1 bilhão superior aos R$ 6,44 bilhões arrecadados no acumulado de 2021. Descontada a inflação do período (IPCA, de 5,79% no ano), o crescimento real da arrecadação na região foi na casa de 7%.

“O aumento real, de 7%, é bastante significativo. Se for analisar o Brasil, houve um aumento de 6,6%, então fomos compatíveis com o que se observou no país, em aumento real. Já se olhar para a nona região fiscal, que compreende o Paraná e Santa Catarina, que teve um aumento real 1,2%, ficamos à frente do que se observou no ano”, informou o delegado da Receita Federal em Ponta Grossa, Demetrius Soares. Ele destacou que houve aumentos expressivos tanto na a arrecadação fazendária, de R$ 3,58 bilhões para R$ 4,05 bilhões (alta de 13,11%) e nas contribuições previdenciárias, de R$ 2,86 bilhões para R$ 3,34 bilhões, em incremento de 16,98%.

A justificativa para o crescimento, segundo o Delegado, está em dois fatores: o crescimento da massa salarial (o que também reflete um maior número de pessoas contratadas) e o aumento da atividade econômica da região. “A contribuição previdenciária aumentou bastante, e isso se dá em virtude do aumento da massa salarial: todo ano há reajuste no salário, e esse aumento repercute na arrecadação previdenciária. E a retomada gradual da atividade econômica impacta na arrecadação fazendária, mostrando a retomada na região”, completou.

TRIBUTOS

Entre os tributos, o que apresentou maior crescimento foi o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), na casa dos 44%, ao passar de R$ 364,3 milhões para R$ 525,1 milhões, também representando o crescimento da massa salarial. Em valores absolutos, se destacam o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), que cresceu 3,4% e se aproximou de R$ 1 bilhão, e a Cofins, que aumentou 17,6% e totalizou R$ 793,6 milhões. Enquanto a primeira (IRPJ) reflete o lucro das empresas, a segunda (Cofins) reflete o faturamento.

SETORES

Já em relação aos setores da economia que mais impactam na arrecadação, Demetrius Soares expõe que há um equilíbrio na região entre comércio, indústria e serviços. Contudo, por tópicos, se destaca o comércio atacadista, com 13% do total arrecadado, e o comércio varejista, com 12%. “Entre os setores protagonistas, um quarto da arrecadação é do comércio”, detalhou Soares. Depois, se destacam a fabricação de produtos de madeira (6% do total arrecadado na região), transporte terrestre (5%), fabricação de papel celulose (4%) e fabricação produtos alimentícios (também 4%).

Total nacional atingiu R$ 2,2 trilhões

A arrecadação total das Receitas Federais fechou o mês de dezembro de 2022 em R$ 210,19 bilhões. O valor representa um acréscimo real de 2,47% em relação a dezembro de 2021, descontada a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). No período acumulado de janeiro a dezembro de 2022, a arrecadação alcançou o valor de quase R$ 2,22 trilhões. O Ministério da Fazenda disse que este é o melhor desempenho arrecadatório para o mês de dezembro desde 2000. Em relação às Receitas Administradas, no acumulado de janeiro a dezembro, a arrecadação alcançou R$ 2,09 trilhões, registrando acréscimo real (IPCA) de 6,64%.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE