Segurança patrimonial é opção para viagens

Cotidiano

12 de janeiro de 2019 18:29

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Gustavo Montezano será o novo presidente do BNDES

Criança de 2 anos morre aos ser atacada por cães

PM sinaliza fechamento de quartéis e dá prazo ao governo

PM sinaliza fechamento de quartéis e dá prazo ao governo
Carros elétricos terão isenção de IPVA no Paraná
BRF abre 108 vagas de empregos em diferentes cidades
Projeto pode proibir venda de animais em pet shops do PR
Inspetor do Crea destaca que é fundamental que os profissionais utilizem equipamentos normalizados e certificados. Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Com a chegada das férias e o aumento das viagens, muitas pessoas apostam nas empresas de segurança patrimonial. Para evitar riscos, recomendação é pegar empresa especializada


Para aproveitar o período de férias e viajar com tranquilidade, muitas pessoas recorrem, nesta época do ano, às empresas de segurança patrimonial. A tecnologia disponibilizada com a instalação de câmeras de segurança, com monitoramento 24 horas por dia, cercas energizadas, alarmes, portões eletrônicos, entre outros dispositivos, deixam os imóveis ainda mais seguros e dificultam a entrada de ladrões.

Mas para que um sistema eletroeletrônico de segurança seja seguro e eficiente, é essencial que os projetos, as instalações e as manutenções sejam realizadas por profissionais qualificados e devidamente habilitados junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR). “É fundamental que esses profissionais utilizem equipamentos normalizados e certificados, para que haja uma padronização nas instalações. E somente os profissionais habilitados podem fazer projetos e instalações que geram recolhimento da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), garantindo que, se alguma coisa não der certo, o cliente terá a quem recorrer”, diz o Inspetor do Crea-PR, Engenheiro Eletricista Alex Sander Sebaje”, diz.

A preocupação está no fato que muitos contratantes não exigem a ART da empresa que irá executar os serviços de projeto e/ou de segurança eletrônica, correndo o risco de contratar serviços sem garantia e sem confiabilidade. Para evitar dor de cabeça na escolha da empresa a ser contratada, o Engenheiro Eletricista aconselha que o contratante busque orientações antecipadas junto ao Crea-PR, para obter informações relacionadas à empresa de interesse. “Isso ajuda a minimizar de forma significativa possíveis riscos”, reforça.

 

Caderno Técnico

Com o objetivo de informar quanto aos procedimentos necessários para projetar, instalar e manter os sistemas de segurança patrimonial, utilizando-se de equipamentos eletroeletrônicos e instalações elétricas, desde 2016, o Crea-PR disponibiliza o Caderno Técnico de Segurança Eletrônica.

Entre os assuntos abordados pelo Caderno estão informações sobre alarme contra invasão, circuito fechado de televisão, porteiros eletrônicos e instalação de cercas elétricas, apontando a limitação de corrente elétrica, por exemplo, e outros cuidados que devem ser levados em conta de forma a evitar acidentes ou o não funcionamento do sistema.

O Caderno Técnico de Segurança Eletrônica pode ser acessado no site do Crea-PR http://www.crea-pr.org.br/ws/wp-content/uploads/2016/12/seguran%C3%A7a-eletr%C3%B4nica.pdf.

As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede