PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Missionária é encaminhada ao hospital após ser atingida por raio em igreja

Cotidiano

03 de fevereiro de 2019 14:43

Da Redação


Relacionadas

Repressão ao tráfico tem prisões em PG

DAF amplia mercado e já supera 2020 em vendas

Sesc PR realiza ação simultânea da Campanha do Brinquedo

STF determina retorno de Roberto Jefferson à prisão
PR registra mais de 700 órfãos de Covid até seis anos de idade
Datena anuncia saída da TV para concorrer à Presidência
Drone deixa comida para cães cercados por lava de vulcão
Cristiane Policarpo foi arremessada a dois metros de distância, caindo desacordada no chão. Foto: Antônio Nascimento/Banda B
PUBLICIDADE

Caso aconteceu na noite deste sábado (2), em São José dos Pinhais

Uma mulher foi encaminhada ao Hospital Cajuru na noite deste sábado (2) após ser atingida por um raio dentro de uma igreja no bairro Del Rey, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Ela teria sido atingida ao mexer em uma caixa de som no exato momento em que a descarga acertou uma casa de boneca que fica dentro do terreno da congregação. O raio percorreu o chão da capela e acertou a vítima.

Cristiane Policarpo, de 33 anos, teria chegado por volta das 19h ao local durante a chuva. Molhada e descalça, a missionária da Igreja Pentecostal Deus de Todos Os Milagres foi arremessada a dois metros de distância, caindo desacordada no chão. “Fui colocar a música na caixa de som com um pen drive, quando senti uma espécie de empurrão e soco. Não lembro de mais nada”, conta Cristiane.

Uma das testemunhas, Márcia Aparecida Bueno, disse que a missionária foi a única atingida. “Éramos cerca de oito pessoas na igreja. O estrondo da descarga foi muito alto, sem contar o clarão que surgiu. Foi assustador”, afirmou.

O marido de Cristiane, Ronaldo da Silva, disse que temeu pela vida da esposa, com quem tem dois filhos. “Ela tirou os sapatos para não sujar a igreja, já que estava chovendo. Após o acidente, ela estava quase em estado de coma e com o olho ficou todo branco, revirando. A língua travou e eu tentei trazer ela de volta. Logo depois, chamamos o Siate porque percebemos que o estado era grave”, relembra.

A vítima foi encaminhada ao Hospital Cajuru e foi liberada no começo da madrugada deste domingo (3).

As informações são do portal Banda B

PUBLICIDADE

Recomendados