Crea alerta para a manutenção em para-raios

Cotidiano

09 de fevereiro de 2019 20:25

Fernando Rogala


Relacionadas

Muffato estima alta de 10% nas vendas de cestas de Natal

Kiss fará apresentação da turnê de despedida em Curitiba

Testemunha de crime é morta em possível queima de arquivo

Atividade econômica cresce 0,91% no terceiro trimestre
Brasil e China assinam acordos e memorandos em oito áreas
Ex-professor da UEPG cria polêmica no Twitter
Caixa e BB iniciam quinta fase de pagamento do PIS/Pasep
A recomendação do Crea é que a inspeção seja feita uma vez por ano Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

A previsão é que até o final do verão, a região sul do Brasil tenha um aumento médio de 50% nos raios


Proprietários ou responsáveis por edifícios residenciais, comerciais ou rurais devem ficar atentos com relação à manutenção dos para-raios. É o que alerta o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR). Isso porque toda a região sul do País vem sendo afetada pelo comportamento do El Niño, e a previsão é que até o fim do verão, tanto o Paraná, como Santa Catarina e Rio Grande do Sul tenham um aumento médio de 50% nos raios, conforme informações do Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Para que o equipamento esteja funcionando adequadamente, é necessário estar atento às normas existentes. Uma delas é a NBR 5419, de 2015, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e, a outra, a NR 10, do Ministério do Trabalho, referente à Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade. “A recomendação é que seja feita a inspeção uma vez por ano e, a cada dois anos, a inspeção com emissão de laudo técnico de funcionalidade do sistema, realizada por um Engenheiro Eletricista”, explica o gerente regional do Crea-PR em Ponta Grossa, Engenheiro Agrônomo Vânder Della Coletta Moreno.

A falta de manutenção do equipamento pode implicar em riscos de morte e à segurança, com possíveis explosões e incêndios, prejuízos à saúde, danos financeiros e ambientais. “Da mesma forma que os síndicos se preocupam com a manutenção dos elevadores e dos sistemas de aquecimento de água, por exemplo, também devem estar atentos com relação à manutenção do equipamento de para-raios”, reforça o Inspetor do Crea-PR, Engenheiro Eletricista Alex Sander Sebaje. Dados do ELAT mostram que 77,8 milhões de raios caem todos os anos no Brasil. Somente o Paraná, de 2002 a 2017, registrou 106 mortes por raios, sendo que a maioria delas ocorreu no verão.

 

Fiscalização 

Além de alertar para a necessidade de inspeção e manutenção dos equipamento, o Crea-PR fiscaliza as obras que estão sendo executadas e consequentemente, a instalação de para-raios. “O projeto e a instalação devem ser feitos por profissionais habilitados, como Engenheiros Civis ou Eletricistas. Em nossas fiscalizações de rotina verificamos isso”, comenta o gerente do Crea-PR em Ponta Grossa.

As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede