Salão de Milão revela tendências de design

Cotidiano

14 de abril de 2019 19:02

Fernando Rogala


Relacionadas

Renato Feder recusa convite de Bolsonaro para assumir o MEC

Ratinho ameaça prender prefeitos por desrespeito

Huck vende participação na rede de restaurantes Madero

Detran suspende serviços em regiões afetadas pela covid
Documento digital de veículos está disponível; saiba como usar
Novo ciclone causa chuva, ventania e granizo no Sul
Sesa confirma 2.380 novos casos e 34 mortes pela covid-19
As vitrines da loja Rinascente, criadas pela designer holandesa Sabine Marcelis. As peças em plaxiglass fazem o efeito de movimento com as plantas. É o "Ballet das Plantas Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

A 58ª edição da principal feira de móveis, reúniu vários arquitetos e artistas plásticos renomados



Terminou neste domingo em Milão, na Itália, a principal feira do mobiliário mundial. Iniciado no dia 9, o Isaloni chegou à sua 58ª edição e, além dos móveis, também englobou os maiores nomes da decoração, com a Euroluce, equipamentos de iluminação, e o Workplace 3.0/SaloneUfficio.

A arquiteta e designer de interiores Gislene Lopes está presente na cidade italiana e observou a mescla da importância de se renovar o mobiliário e trazer a modernidade para as suas criações, como é o caso da sustentabilidade e, ao mesmo tempo, a celebração da tradição, onde se honra peças icônicas do design mundial.

Na Fuorisalone, ou ‘Feira fora do salão’, onde há exposições com peças de design espalhadas pela cidade de Milão inteira, a profissional destacou a instalação da designer holandesa Sabine Marcelis, para a segunda edição do ‘The Green Life’. As criações da designer ocupam as janelas, dentro e fora da loja Rinascente, na Piazza Duomo.

Foram criados assentos em vários tons de laranja na avenida que segue da loja à praça, junto a 16 oliveiras centenárias. Sabine criou, também, o ‘ballet da planta’, uma série de oito esculturas em movimento para as vitrines da loja que ficam de frente para a Piazza, que existem em perfeita harmonia com a avenida. “Nas vitrines, os discos coloridos de plexiglas se contorcem e flutuam em torno das plantas, fazendo uma alternância de cores e trazendo movimento à avenida. É realmente um ballet harmonioso e lindo de se contemplar”, conta Gislene.

Gislene Lopes pôde ver durante a exposição a celebração em homenagem à ‘Donna’, primeira peça feita pelo italiano Gaetano Pesce, em plena Piazza del Duomo, com a presença do próprio artista. As comemorações permanecem durante toda a semana em que ocorre o Salone del Mobile e, além de celebrar a criatividade italiana quer, também, mostrar e conscientizar sobre o seu doloroso significado aos milhares de visitantes de diversos países do mundo que passarão pela cidade nestes dias.

“Este foram apenas os primeiros dias da Semana do Design e já me encantei com o que vi do lado de fora do Salão principal. Vamos ver o que me aguarda lá dentro. Acredito que muitas percepções e novidades estão por vir”, encerra Gislene Lopes.


informações das assessorias

PUBLICIDADE

Recomendados