PM isola Centro Cívico em dia de protesto de servidores

Cotidiano

29 de abril de 2019 09:12

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

BRDE apresenta resultados de iniciativas ligadas à inovação

Quatro estados pedem ajuda para combate aos incêndios

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 35 milhões neste sábado

Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas na Amazônia
Ratinho reforça a ministro meta de tornar o PR polo agritech
Bolsonaro promete tolerância zero com desmatamento
‘Grande Queimada’ é tema de encontro em Ortigueira
Toda a região do Centro Cívico, em Curitiba, está isolada desde às 7 horas Foto: Foto Banda B
PUBLICIDADE

Segundo a APP-Sindicato, não haverá aulas nas escolas estaduais nesta segunda-feira

Dezenas de viaturas da Polícia Militar cercam o Palácio Iguaçu e o prédio da Assembleia Legislativa do Paraná desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira (29), em um grande esquema de segurança. Toda a região do Centro Cívico, em Curitiba, está isolada desde às 7 horas. O motivo é a manifestação dos servidores públicos que deve reunir cerca de 10 mil pessoas, segundo as estimativas dos sindicatos ligados ao funcionalismo.

Os professores devem  reunir o maior número de manifestantes em razão do ato que marca os  quatro anos do “29 de abril” , data em que houve o confronto da categoria com a Polícia Militar em 2015, no governo Beto Richa. A APP-Sindicato promete paralisar as aulas nesta segunda-feira em praticamente toda a rede, inclusive em Curitiba e região metropolitana. Segundo os organizadores, também devem se juntar aos protestos servidores públicos de outras áreas, como da Polícia Civil e agentes penitenciários. Em relação aos agentes, há uma liminar que impede a categoria de faltar ao trabalho para participar do ato sob pena de multa.

O protesto também reforça a cobrança do funcionalismo pelo reajuste nos salários das categorias que está congelado há três anos.

A concentração terá início às 8h30, na Praça Santos Andrade, no centro. O ato público começará às 9 horas e, na sequência, os manifestantes seguirão em caminhada pelas ruas da capital até o Palácio De lá, após um ato publico, os manifestantes devem seguir em passeata pela Rua Marechal Deodoro, passando pela Praça Tiradentes, Rua Barão do Serro Azul, Avenida Cândido de Abreu até chegar no Centro Cívico, por volta das 11 horas.

Informações Banda B

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede