Menino Rhuan foi decapitado ainda vivo e levou 12 facadas

Cotidiano

12 de junho de 2019 10:29

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

‘Com greve não tem negociação’, afirma líder do governo

Greve inicia amanhã e docentes prometem não dar aulas

Mulher de 41 anos morre em cachoeira em Prudentópolis

Um em cada cinco brasileiros afirma dirigir usando o celular
O autismo pode ser perceptível nos primeiros anos de vida
Najila tem até terça para pagar aluguel ou será despejada
Lucro da Caixa cresce 6% no 1º trimestre, para R$ 3,9 bilhões
Mãe e companheira podem ser condenadas a 57 anos de prisão Foto: Policia Civil do Distrito Federal
PUBLICIDADE

A investigação aponta ainda que enquanto a mãe esquartejava a criança, Kacyla preparava uma churrasqueira onde partes do corpo do menino seriam queimadas

A Polícia Civil do Distrito Federal concluiu a investigação do assassinado de Rhuan Maicon da Silva Castro, de apenas nove anos, que foi morto e esquartejado pela própria mãe, Rosana Auri da Silva Cândido de 27 anos, com o auxílio da companheira dela, Kacyla Priscila Santiago Damasceno, no dia 31 de maio. O laudo aponta que o menino foi decapitado ainda com sinais vitais e levou 12 facadas da própria mãe, sendo uma no peito, enquanto dormia, e as demais na posição de joelhos, ao lado da cama.

As duas mulheres, que estão presas desde o dia 1º de junho, serão indiciadas por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e sem a possibilidade de defesa da vítima; lesão corporal gravíssima; tortura e ocultação de cadáver e fraude processual, pois tentaram limpar a cena do crime, lavando os cômodos da casa. Somando todos os crimes, ambas podem ser condenadas a uma pena de 57 anos de prisão.

A investigação aponta ainda que enquanto a mãe esquartejava a criança, Kacyla preparava uma churrasqueira onde partes do corpo do menino seriam queimadas. Os exames cadavéricos apontam ainda que a mãe arrancou a pele do rosto do menino e tentou retirar com uma faca os glóbulos oculares de Rhuan.

Com informações do site Extra

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede