Paulo Martins pede foco na Reforma da Previdência

Cotidiano

12 de junho de 2019 17:51

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

‘Com greve não tem negociação’, afirma líder do governo

Greve inicia amanhã e docentes prometem não dar aulas

Mulher de 41 anos morre em cachoeira em Prudentópolis

Um em cada cinco brasileiros afirma dirigir usando o celular
O autismo pode ser perceptível nos primeiros anos de vida
Najila tem até terça para pagar aluguel ou será despejada
Lucro da Caixa cresce 6% no 1º trimestre, para R$ 3,9 bilhões
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Deputado federal afirma que Congresso precisa se ‘blindar’ de fatores desestabilizadores e pede atenção nas pautas que podem resultar no crescimento do país.

Em meio às discussões a respeito da Operação Lava Jato e os vazamentos de conversas do ministro Sergio Moro, o deputado federal Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) não fica em cima do muro. Ele tem se mostrado solidário ao ex-juiz federal. “Até agora não ouvi nada demais. A conversa está incompleta e fora de contexto”.

Para o parlamentar, o momento em que o caso veio à tona é, no mínimo, suspeito: “É a segunda vez que um vazamento atrapalha o clima para a aprovação da reforma da previdência. A quem interessa?” O deputado Paulo Eduardo Martins destaca ainda que é preciso focar no que realmente é fato: “Há um estado falido e 13 milhões de desempregados a espera de reformas. O Congresso deve se blindar ao máximo de fatores desestabilizadores que não tenham relação com a sua atuação”.

Apesar do cenário preocupante, o parlamentar se mostra animado com a aprovação do Projeto de Lei número 4, que concede ao governo um crédito extra de R$ 248,9 bilhões: “É possível cuidar da agenda que interessa efetivamente ao país. O Congresso agiu com a responsabilidade que se espera dele”. E conclui: “Foi uma prova de que é possível conseguir as reformas. O governo sabe articular. E é preciso esclarecer que articular significa organizar, unificar, convencer, conciliar e honrar. Nada além disso”.

Informações da Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede