Novas rotas aéreas vão fortalecer o agronegócio no PR

Principais benefícios dos voos está na redução de tempo de deslocamento para resolver assuntos em Curitiba

 Voos aproximarão interior e capital, facilitando a realização de negócios
Voos aproximarão interior e capital, facilitando a realização de negócios -

Lucas Matos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Principais benefícios dos voos está na redução de tempo de deslocamento para resolver assuntos em Curitiba

A expansão da malha aérea no Paraná trará benefícios para a produção agrícola no estado, e o motivo é a aproximação do interior com Curitiba. A inclusão de 12 municípios do interior no mapa aéreo do Paraná encurtará as distâncias e principalmente o tempo de deslocamento para a capital estadual. A medida foi anunciada pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior e prevê também o crescimento do econômico e desenvolvimento do turismo nos municípios. 

Dos 12 destinos oferecidos, apenas Telêmaco Borba fica na região dos Campos Gerais. Também serão criados voos para Paranaguá, União da Vitória, Francisco Beltrão, Guarapuava, Cianorte, Paranavaí, Campo Mourão, Guaíra, Cornélio Procópio e Apucarana. As novas rotas começam vender passagem em setembro e operar em outubro. 

O consultor de logística da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP), Nilson Hanke Camargo, explica que um dos principais benefícios das rotas está na facilidade para resolver assuntos na capital. “Esses voos dão mais opções de deslocamento rápido. De repente, um líder ou um empresário que precise vir a Curitiba para uma reunião política ou de negócio terá essa facilidade”, afirma. 

Hanke afirma que as linhas aéreas ligando o interior a Curitiba sempre foram uma demanda dos produtores rurais do estado e usa como exemplo a criação de voos a partir de Toledo, criados recentemente pela Azul. “Fazia mais de dez anos que os empresários do setor agropecuário de Toledo, por exemplo, reivindicavam essa rota. Quando esses voos foram inaugurados, já deu um bom fôlego para a região”, comenta. 

Com voos partindo de Telêmaco Borba, a produção agrícola da região dos Campos Gerais não deve ter grandes impactos causados pela inclusão da linha, uma vez que a maior parte da produção agrícola se localiza mais próxima de Ponta Grossa e Curitiba. O prefeito de Telêmaco Borba, Márcio Matos, explica que a atividade beneficiará a indústria da região. “Devido a característica do nosso município, economia baseada na indústria papeleira, não temos condições de avaliar impacto no agronegócio. Porém para o nosso município terá grande importância, principalmente, nos próximos três anos”, conclui. 

Conteúdo de marca

Quero divulgar right