Veja o momento que prédio desaba em Fortaleza

Cotidiano

15 de outubro de 2019 14:37

Da Redação


Relacionadas

IBGE: Maioria dos que concluem ensino médio não continuam

Para evitar contágio biometria é excluída das eleições municipais

Fiocruz e Vale investem em projeto sobre covid-19

Mourão quer mais agentes fiscalizadores do meio ambiente
Covid-19 avança sobre estados da Região Sul
Inflação para o mês de julho fica em 1,91%, diz FGV
ANS avalia se testes para covid-19 continuam obrigatórios
PUBLICIDADE

Sete pessoas foram resgatadas com vida e outras 10 estão sob os escombros

Um edifício residencial de sete andares desabou em Fortaleza, Ceará, na manhã desta terça-feira (15). O prédio ficava na esquina da rua Tibúrcio Cavalcante com a Tomás Acioli, no bairro Dionísio Torrres. O Corpo de Bombeiros resgatou nove pessoas dos escombros. Por volta das 14h, o canal GloboNews informou que a corporação confirmou a segunda morte.

Outras sete pessoas foram encontradas com vida e estão sendo atendidas pelo Samu (serviço móvel de emergência). Dez pessoas que estariam no prédio, segundo relatos de familiares, ainda não foram encontradas. Ainda não há informação se o desabamento foi causado por falha estrutural.

O resgate conta com o apoio de cães farejadores. Os bombeiros já conseguem manter comunicação visual com duas vítimas com vida. Elas ainda não foram retiradas dos escombros porque há risco de um novo colapso na estrutura do edifício. As equipes de resgate e as famílias se comunicam com algumas pessoas nos escombros por telefones celulares.

Ainda não há a confirmação sobre a identidade da pessoa que morreu. A estimativa dos bombeiros é de que há entre dez a quinze pessoas presas nos escombros. O edifício era aparentemente antigo. Imagens divulgadas pela TV Globo mostram as colunas de sustentação da garagem deterioradas.

A dona de um estabelecimento comercial que funciona a cerca de 100 metros do edifício afirmou que ouviu um barulho muito grande, “tipo uma explosão”. “Eu saí correndo quando vi a nuvem de poeira chegando até aqui, na loja. Saí na calçada e não vi quase nada, só algumas pessoas correndo em meio à nuvem de poeira”, afirmou a comerciante.

“Achamos que se tratava de uma batida de carro. Só que o barulho foi aumentando e aí veio a nuvem de poeira. Fechamos as portas e ficamos dentro da loja porque demoramos a entender o que tinha acontecido. Não dava para ver nada, só alguns destroços espalhados pela rua. Quando saímos na calçada, já tinha muita gente chorando. Um desespero”, relatou o recepcionista de uma Pet Shop que funciona na calçada do edifício.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), afirmou pelas redes sociais que cancelou toda a agenda desta terça-feira e está “retornando imediatamente para Fortaleza para acompanhar a operação de resgate”. “Determinei o uso de toda a força operacional dos Bombeiros, Samu, Polícia Militar, Defesa Civil e todos os órgãos estaduais que possam auxiliar no socorro às vítimas”, afirmou.


Com informações da Veja

PUBLICIDADE

Recomendados